Exportar registro bibliográfico

Avaliação da ruptura e do recrescimento de flocos na eficiência de sedimentação em água com turbidez elevada (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: VOLTAN, PAULO EDUARDO NOGUEIRA - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Subjects: FLOCULAÇÃO; SEDIMENTAÇÃO DE ÁGUAS RESIDUÁRIAS
  • Language: Português
  • Abstract: Durante a floculação, a agitação promove dois efeitos simultaneamente, a agregação e a ruptura. A ruptura ocorre devido à atuação de forças de cisalhamento sobre os flocos. O aumento da agitação com, conseqüentemente, aumento do gradiente de velocidade médio, em água com flocos formados, promove o aumento das forças de cisalhamento e a degradação parcial ou total dos mesmos, em poucos segundos. Retornando à condição anterior de agitação, pode ocorrer o recrescimento dos flocos. Através de ensaios em reatores estáticos (em equipamento de jarteste) foram estudados os efeitos da ruptura e da refloculação na sedimentação dos flocos, para velocidades de sedimentação entre 0,9 e 7,0 cm/min. A água de estudo foi preparada com caulinita, resultando turbidez de 100 uT, e coagulada com sulfato de alumínio. Foram realizadas as etapas de coagulação, mistura rápida, floculação, ruptura (G = 75, 150 e 250 'S POT.-1') e refloculação (G = 25, 20 e 15 'S POT.-1'). A ruptura, em poucos segundos, prejudicou a remoção dos flocos por sedimentação. Quanto maior o gradiente de velocidade na ruptura, maiores foram os valores da turbidez remanescente do sobrenadante, mesmo após a refloculação. A refloculação, mesmo nos primeiros minutos, diminuiu a turbidez remanescente do sobrenadante se comparada a logo após a ruptura. Quanto menor o gradiente de velocidade durante a refloculação, menores foram os valores da turbidez remanescente do sobrenadante. Apenas para velocidades desedimentação, gradientes de velocidade de ruptura e gradientes de velocidade de refloculação menores ou iguais a 2,5 cm/min, 75 'S POT.-1' e 15 'S POT.-1', respectivamente, foi possível obter sobrenadante com valores de turbidez remanescente similares aos encontrados inicialmente, sem ruptura
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.05.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VOLTAN, Paulo Eduardo Nogueira; DI BERNARDO, Luiz. Avaliação da ruptura e do recrescimento de flocos na eficiência de sedimentação em água com turbidez elevada. 2007.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-10072007-202831/ >.
    • APA

      Voltan, P. E. N., & Di Bernardo, L. (2007). Avaliação da ruptura e do recrescimento de flocos na eficiência de sedimentação em água com turbidez elevada. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-10072007-202831/
    • NLM

      Voltan PEN, Di Bernardo L. Avaliação da ruptura e do recrescimento de flocos na eficiência de sedimentação em água com turbidez elevada [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-10072007-202831/
    • Vancouver

      Voltan PEN, Di Bernardo L. Avaliação da ruptura e do recrescimento de flocos na eficiência de sedimentação em água com turbidez elevada [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-10072007-202831/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021