Exportar registro bibliográfico

Das passarelas às páginas: um olhar sobre o jornalismo de moda (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: ALVES, TARCISIO LUIZ D'ALMEIDA - ECA
  • Unidade: ECA
  • Sigla do Departamento: CJE
  • Assunto: JORNALISMO DE MODA
  • Language: Português
  • Abstract: Envolto na clássica literatura sociológica produzida sobre a moda, de autores como Georg Simmel e Edward Sapir, este estudo atualiza e amplia, inicialmente, a definição de moda como um conceito multiforme para, em seguida, discutir suas interrelações com dois outros campos: o da literatura e o do jornalismo. Com esse propósito, o intuito da pesquisa é o de resgate e - o que é de maior valia - a compreensão de como se configuram as várias instâncias da presença da moda no jornalismo, desde o relato de indumentárias e costumes nas obras literárias, como crônicas e romances de escritores, publicados em revistas e jornais do século XIX. Portanto, abrem-se as páginas históricas dessa prática em Paris e em Londres, dois poderosos centros irradiadores da moda do período. Outro momento essencial para se compreender a constituição da genealogia do jornalismo de moda é a revisão histórica da fundação de uma imprensa dedicada às questões do universo feminino, entre meados do século XIX e início do XX. Com isso, a cobertura de moda imprimiu um certo estilo com linguagem própria ao jornalismo impresso da época, que se consolida entre a transição dos séculos XIX e XX. Por isso mesmo, Das Passarelas às Páginas: um olhar sobre o jornalismo de moda oferece-se na missão de traçar um estudo analítico e teórico do jornalismo de moda como campo de estudo. A transição de uma era demarcada pelo jornalismo informacional (século XIX) para uma outra constituída pelo jornalismointerpretativo (século XX) é também uma das reflexões desenvolvidas, que contribui na análise pois estabelece uma tipologia. ) Os spots da reflexão direcionam-se, enfim, ao jornalismo de moda e toda sua gama de variedades, compreendido moderna e contemporaneamente como produto cultural das sociedades habituadas ao jornalismo interpretativo (do século XX) e do jornalismo diversional (ou de entretenimento), característico do início do século XXI, e não mais ao jornalismo informacional (do século XIX). Pontuar o jornalismo de moda como tendo sua raiz na imprensa feminina se faz necessário. Somente assim, pode-se compreender como nascem as notícias da indústria da moda e têxtil, seja na era da alta costura ou do prêt-à-porter, que legitimam a cobertura jornalística de moda. A função do profissional dessa especialidade do jornalismo como uma espécie de trendspotter também é abordada no estudo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.04.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      D´ALMEIDA, Tarcisio; CAMPEDELLI, Samira. Das passarelas às páginas: um olhar sobre o jornalismo de moda. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.
    • APA

      D´Almeida, T., & Campedelli, S. (2006). Das passarelas às páginas: um olhar sobre o jornalismo de moda. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      D´Almeida T, Campedelli S. Das passarelas às páginas: um olhar sobre o jornalismo de moda. 2006 ;
    • Vancouver

      D´Almeida T, Campedelli S. Das passarelas às páginas: um olhar sobre o jornalismo de moda. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021