Exportar registro bibliográfico

Efeitos do meio e da interação com DNA e micelas nas características espectrais dos corantes ciânicos com dois cromóforos (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SCHÁBERLE, FÁBIO ANTONIO - FFCLRP
  • Unidades: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 591
  • Subjects: BIOFÍSICA
  • Language: Português
  • Abstract: A terapia fotodinâmica (PDT) consiste em introduzir no organismo um composto fotoativo (fotossensibilizador) e irradiar o local a ser tratado com a luz visível. Este procedimento permite obter a(s) forma(s) ativa(s) do composto que tem a capacidade de matar células neoplásicas, bem como fungos e bactérias. Algumas desvantagens dos fotossensibilizadores atualmente aplicados na clínica estimulam a busca de novos compostos mais adequados. Os corantes ciânicos com dois cromóforos (BCD) possuem características espectrais promissoras para aplicação em PDT. Isso estimulou a realização deste trabalho que teve como finalidade estudar as características espectrais, energéticas e de fotodecomposição dos BCD: (i) em diferentes solventes (escolhidos pela constante dielétrica 'ksi' e capacidade de formar ligação hidrogênio), (ii) na interação com micelas, e (iii) na interação com DNA. Foram estudados 4 isômeros de corantes ciânicos com dois cromóforos (BCD) com estruturas iguais. Estes isômeros diferem pela estrutura da parte central da molécula. Foram utilizados métodos espectroscópicos estáticos e com resolução temporal tais como absorção ótica, flash-fotólise, fluorescência, anisotropia, dicroísmo circular e calorimetria fotoacústica. Os resultados experimentais foram analisados em comparação com resultados obtidos do cálculo computacional em que foi feita a otimização geométrica das moléculas, análise de orbitais eletrônicos, dos níveis de energia e dasprobabilidades de transição entre estes. A partir destes dados foram construídos os espectros de absorção S-S dos corantes. Os cálculos confirmaram que a probabilidade de transição entre os níveis de energia dos BCD depende do ângulo entre os cromóforos que é determinado pela estrutura da parte central da molécula. Para um ângulo de 180° somente uma banda de absorção está presente no espectro e para o de 90° aparecem duas bandas de intensidades iguais. Foi mostrado ) mostrado que no intervalo de temperaturas < 100° as conformações dos cromóforos de BCD no estado fundamental são trans-trans, exceto para o BCD com ângulo de 120° entre os cromóforos em que no intervalo 0° a 100° ocorre a mistura das conformações trans-trans e cis-trans. Os resultados experimentais mostraram que em sol ventes orgânicos os BCD não formam agregados. Como suas características espectroscópicas não seguem a equação de Lippert con- cluímos que sua solvatação está determinada tanto pelo mecanismo não específico como específico devido as ligações hidrogênio. Os tempos de vida (''tau' IND. S1',''tau' IND. T1') e rendimentos quânticos (''fi' IND. S1',''fi' IND. T1') dos estados excitados singleto e tripleto dos BCD diminuíram com o aumento da constante dielétrica 'ksi' do solvente. Entretanto o aumento da viscosidade do solvente aumentou estes parâmetros. A presença de água nos solventes orgânicos promove a formação dos agregados de BCD. Os valores de ''tau' IND. S1',''tau' IND. T1' e''fi' IND. S1',''fi' IND. T1' diminuíram, provavelmente, devido a dois efeitos: diminuição da microviscosidade ao redor da molécula de BCD e agregação do BCD estimulada pela presença da água. A interação dos BCD com micelas depende da carga dos tensoativos. Para uma carga negativa houve a presença de 3 espécies do corante dependendo da concentração das micelas: os monômeros livres, os monômeros ligados à micela e os agregados ligados a micela. O tensoativo zwiteriônico gerou duas espécies: os monômeros livres e os monômeros ligados à micela. As constantes de ligação dos BCD com micelas de LPC são da ordem '10 POT. 7''M POT. -1'. Não houve interação com os tensoativos positivos. A interação com DNA estimula a agregação de BCD. Na presença de DNA em solução existem três espécies de BCD: os monômeros livres e ligados com DNA e os agregados de BCD na superfície do DNA. O conteúdo relativo dessas espécies depende da razão
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.05.2007
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SCHABERLE, Fábio Antonio; BORISSEVITCH, Iouri. Efeitos do meio e da interação com DNA e micelas nas características espectrais dos corantes ciânicos com dois cromóforos. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59135/tde-17092007-211526/ >.
    • APA

      Schaberle, F. A., & Borissevitch, I. (2007). Efeitos do meio e da interação com DNA e micelas nas características espectrais dos corantes ciânicos com dois cromóforos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59135/tde-17092007-211526/
    • NLM

      Schaberle FA, Borissevitch I. Efeitos do meio e da interação com DNA e micelas nas características espectrais dos corantes ciânicos com dois cromóforos [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59135/tde-17092007-211526/
    • Vancouver

      Schaberle FA, Borissevitch I. Efeitos do meio e da interação com DNA e micelas nas características espectrais dos corantes ciânicos com dois cromóforos [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59135/tde-17092007-211526/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020