Exportar registro bibliográfico

Mulheres esterilizadas voluntariamente pelo sistema único de saúde em Ribeirão Preto - SP, segundo tipo de parto (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: RODRIGUES, ADRIANA MARTINS - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RMS
  • Subjects: ESTERILIZAÇÃO TUBÁRIA; CESÁREA; PLANEJAMENTO FAMILIAR; SISTEMA UNIFICADO DE SAÚDE
  • Language: Português
  • Abstract: No Brasil, a saúde, como direito do cidadão e dever do Estado, é garantida pela constituição de 1998. Em 1983 foi criado o PAISM, propondo a perspectiva de atendimento integral à saúde da mulher, com o objetivo de considerar, no âmbito da saúde, também o entorno social, emocional e psicológico da mulher, bem como as questões relacionadas à contracepção. No entanto, sua implantação ainda não se realizou efetivamente até o momento atual, o que pode ser observado pela alta prevalência de gestações indesejadas, dificuldade de acesso a informações sobre planejamento familiar, predomínio da esterilização cirúrgica feminina como método contraceptivo e da cesárea como via de parto, aspectos que ferem os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres. Um novo contexto tem se desenhado a partir da implantação da Lei 9 263, que regulamenta o planejamento familiar, e pela qual a esterilização cirúrgica é aprovada e passa a ser ofertada pelo sistema público de saúde, o que, por sua vez, permite a desvinculação da esterilização com o parto. O presente estudo tem por objetivo conhecer as características das mulheres que se esterilizaram pelo SUS, em Ribeirão Preto, entre 2000 e 2004, segundo o tipo de parto, cesárea e parto vaginal. A amostra foi composta por 235 mulheres esterilizadas nos primeiros cinco anos de oferta da esterilização cirúrgica (2000-2004). Os dados foram coletados através de entrevistas domiciliares, utilizando-se questionário estruturado. Os resultadosdemonstraram que a maioria das mulheres esterilizadas era branca, casada, com escolaridade até o ensino fundamental e pertencia à categoria socioeconômica C e D. A maioria foi esterilizada entre 30 e 39 anos de idade, com média de 33,3 e mediana de 33 anos, 52,3% faziam uso da pílula como método contraceptivo antes da esterilização. Elas têm, em média, 3,2 filhos e 51,7% teve o primeiro filho entre 13 e 19 anos de idade. Este estudo indicou que as mulheres ) esterilizadas, em sua maioria, têm mais filhos, começaram a ter filhos mais cedo, usaram mais contraceptivos enquanto esperavam pela cirurgia e se esterilizaram mais tarde quando comparadas aos resultados de outros estudos. Em relação ao tipo de parto, 71,2% dos partos ao longo da trajetória reprodutiva dessas mulheres foram vaginais, enquanto 28,8% cesáreas, o que aponta para o importante aspecto da desvinculação da esterilização com a cesárea, como objetiva a Lei, e que essas mulheres que tiveram, em sua maioria, partos vaginais, estão tendo melhor acesso à esterilização
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.05.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RODRIGUES, Adriana Martins; VIEIRA, Elisabeth Meloni. Mulheres esterilizadas voluntariamente pelo sistema único de saúde em Ribeirão Preto - SP, segundo tipo de parto. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17139/tde-27022008-145047/ >.
    • APA

      Rodrigues, A. M., & Vieira, E. M. (2007). Mulheres esterilizadas voluntariamente pelo sistema único de saúde em Ribeirão Preto - SP, segundo tipo de parto. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17139/tde-27022008-145047/
    • NLM

      Rodrigues AM, Vieira EM. Mulheres esterilizadas voluntariamente pelo sistema único de saúde em Ribeirão Preto - SP, segundo tipo de parto [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17139/tde-27022008-145047/
    • Vancouver

      Rodrigues AM, Vieira EM. Mulheres esterilizadas voluntariamente pelo sistema único de saúde em Ribeirão Preto - SP, segundo tipo de parto [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17139/tde-27022008-145047/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021