Exportar registro bibliográfico

A via de sinalização insulínica (IIS) na diferenciação de castas em Apis mellifera (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: AZEVEDO, SERGIO VICENTE DE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGE
  • Subjects: ABELHAS; INSETOS SOCIAIS; GENÉTICA ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: O polifenismo facultativo, observado entre rainhas e operárias em insetos altamente eussociais tem como estímulo inicial uma alimentação diferencial na fase larval que afeta tanto o desenvolvimento geral das larvas quanto a diferenciação de órgãos e sistemas, principalmente o sistema reprodutor das fêmeas. A via de sinalização por insulina (IIS) é uma das principais vias que integra o desenvolvimento geral de animais com as suas condições nutricionais. O objetivo desse trabalho foi verificar possíveis relações entre a via de sinalização por insulina e a diferenciação das castas em abelhas Apis mellifera. A partir de análises do genoma de Apis mellifera anotamos genes integrantes desta via e verificamos que há dois genes codificadores para receptores de insulina, InR1 e InR2. Os perfis de transcrição desses dois genes obtidos por RT-PCR quantitativa, em larvas de rainhas e operárias durante o período de troca de alimentação, demonstraram que há diferenças consideráveis nos padrões temporais e nos níveis dos transcritos para os receptores de insulina, InR1 (GB15492) e InR2 (GB18331), dentro de cada casta, como também entre as duas castas. Em rainhas verificamos uma interessante variação na transcrição de InR1, que no terceiro instar larval foi cerca de cinco vezes maior que a transcrição de InR2 e no quarto instar seguiu em níveis semelhantes ao de InR2. Essa variação de InR1 pode estar relacionada ao teor de proteínas da geléia real oferecida às larvas de rainhas noterceiro instar, que é maior do que teor de proteínas da geléia real oferecida a partir do quarto instar larval. Para as amostras de larvas de operárias observamos que os níveis dos transcritos dos dois receptores, InR1 e InR2, foram baixos no terceiro estágio larval e aumentaram, de maneira semelhante, até o início do quinto estágio larval, o que pode ter sido devido a algum composto existente na geléia de operária que estimule a ) transcrição dos genes para os receptores de insulina. Foram feitas análises complementares dos níveis de transcrição dos genes InR1 e InR2, em amostras de ovários, tanto de operárias quanto de rainhas, e em amostras de operárias adultas cultivadas em diferentes tipos de alimentações. Essas análises complementares evidenciaram que a transcrição dos genes para os receptores de insulina em Apis mellifera foi diferente nos ovários de ambas as castas, quando comparada às amostras de corpo inteiro, e que em operárias o transcrito do InR1 foi dominante ao longo de quase toda a vida adulta, sendo superado pelo transcrito InR2 apenas por volta de 13 e 15 dias.. Além disso, uma relação positiva entre o conteúdo de proteína e a transcrição de InR1 foi observada quando analisamos a sua transcrição em amostras de operárias adultas alimentadas com bee bread, uma dieta rica em proteína. Os resultados obtidos nesse trabalho, juntamente com os de Wheeler e colaboradores (2006), Seehus e colaboradores (2006), e Patel e colaboradores(2007), constituem as primeiras informações da via IIS em Apis mellifera, e servirão de base na busca da relação entre a dieta e os sinais downstream envolvidos na determinação de casta e diferenciação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.05.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AZEVEDO, Sergio Vicente de; HARTFELDER, Klaus Hartmann. A via de sinalização insulínica (IIS) na diferenciação de castas em Apis mellifera. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17135/tde-20082007-145600/ >.
    • APA

      Azevedo, S. V. de, & Hartfelder, K. H. (2007). A via de sinalização insulínica (IIS) na diferenciação de castas em Apis mellifera. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17135/tde-20082007-145600/
    • NLM

      Azevedo SV de, Hartfelder KH. A via de sinalização insulínica (IIS) na diferenciação de castas em Apis mellifera [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17135/tde-20082007-145600/
    • Vancouver

      Azevedo SV de, Hartfelder KH. A via de sinalização insulínica (IIS) na diferenciação de castas em Apis mellifera [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17135/tde-20082007-145600/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021