Exportar registro bibliográfico

Avaliação de redes Bayesianas para imputação em variáveis qualitativas e quantitativas (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MAGALHÃES, ISMÊNIA BLAVATSKY DE - EP
  • Unidades: EP
  • Sigla do Departamento: PMR
  • Subjects: DISTRIBUIÇÕES (PROBABILIDADE); TEORIA DOS GRAFOS
  • Language: Português
  • Abstract: Redes Bayesianas são estruturas que combinam distribuições de probabilidade e grafos. Apesar das redes Bayesianas terem surgido na década de 80 e as primeiras tentativas em solucionar os problemas gerados a partir da não resposta datarem das décadas de 30 e 40, a utilização de estruturas deste tipo especificamente para imputação é bem recente: em 2002 em institutos oficiais de estatística e em 2003 no contexto de mineração de dados. O intuito deste trabalho é o de fornecer alguns resultados da aplicação de redes Bayesianas discretas e mistas para imputação. Para isso é proposto um algoritmo que combina o conhecimento de especialistas e dados experimentais observados de pesquisas anteriores ou parte dos dados coletados. Ao empregar as redes Bayesianas neste contexto, parte-se da hipótese de que uma vez preservadas as variáveis em sua relação original, o método de imputação será eficiente em manter propriedades desejáveis. Neste sentido, foram avaliados três tipos de consistências já existentes na literatura: a consistência da base de dados, a consistência lógica e a consistência estatística, e propôs-se a consistência estrutural, que se define como sendo a capacidade de a rede manter sua estrutura na classe de equivalência da rede original quando construída a partir dos dados após a imputação. É utilizada pela primeira vez uma rede Bayesiana mista para o tratamento da não resposta em variáveis quantitativas. Calcula-se uma medida de consistênciaestatística para redes mistas usando como recurso, a imputação múltipla para a avaliação de parâmetros da rede e de modelos de regressão. Como aplicação foram conduzidos experimentos com base nos dados de domicílios e pessoas do Censo Demográfico 2000 do município de Natal e nos dados de um estudo sobre homicídios em Campinas. ) Dos resultados afirma-se que as redes Bayesianas para imputação em atributos discretos parecem ser promissoras, principalmente se o interesse estiver em manter a consistência estatística e o número de classes da variável for pequeno. Já características, como o coeficiente de correlação entre as variáveis, são afetadas pelo método à medida que se aumenta o percentual de não resposta. Nos atributos contínuos, a mediana apresenta-se mais sensível ao método
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.03.2007
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MAGALHÃES, Ismenia Blavatsky de; COZMAN, Fabio Gagliardi. Avaliação de redes Bayesianas para imputação em variáveis qualitativas e quantitativas. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3132/tde-06072007-145922/ >.
    • APA

      Magalhães, I. B. de, & Cozman, F. G. (2007). Avaliação de redes Bayesianas para imputação em variáveis qualitativas e quantitativas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3132/tde-06072007-145922/
    • NLM

      Magalhães IB de, Cozman FG. Avaliação de redes Bayesianas para imputação em variáveis qualitativas e quantitativas [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3132/tde-06072007-145922/
    • Vancouver

      Magalhães IB de, Cozman FG. Avaliação de redes Bayesianas para imputação em variáveis qualitativas e quantitativas [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3132/tde-06072007-145922/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020