Exportar registro bibliográfico

Avaliação da retenção de conhecimentos e das habilidades clínicas pelo estudante de medicina.Experiência na área da cardiologia pediátrica utilizando testes de múltipla escolha e exame clínico objetivo estruturado(OSCE) (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: AMARAL, FERNANDO TADEU VASCONCELOS - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO (ASPECTOS MÉDICOS); EXAME FÍSICO; ESTUDANTES; CARDIOPATIAS CONGÊNITAS
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivos: Verificar a capacidade do estudante de Medicina em manter ao longo do tempo o domínio de conhecimentos e das habilidades clínicas fundamentais na área da cardiologia pediátrica. Comparar os níveis de desempenho aferidos na prova prática pela avaliação global e com uso de protocolos de observação e avaliação estruturados (checklist). Verificar se o desempenho em prova objetiva voltada às habilidades cognitivas pode oferecer informações sobre o desempenho verificado na prova prática: Material e Métodos: Três coortes de alunos do 40 ano de Medicina (N = 130) foram submetidos à avaliação por meio de testes de múltipla escolha e a exame clínico objetivo estruturado (OSCE) logo após a conclusão de estágio específico na área da cardiologia pediátrica. A mesma avaliação foi novamente empregada por duas vezes em um grupo de alunos voluntários (N = 21) com intervalo de seis meses. A prova teórica constou de quarenta questões de múltipla escolha com cinco alternativas e somente uma certa. A OSCE foi montada com oito estações envolvendo tomada de história clínica (2), exame físico (3), comunicação de notícia (1) e interpretação de eletrocardiograma (1) e radiografia simples do tórax (1). Em quatro estações foram empregados pacientes reais, enquanto que em duas haviam pacientes simulados. Cada estação tinha duração total de oito minutos e a avaliação foi feita por avaliador dentro da sala portando checklist, incluindo avaliação global. O tratamento estatístico foi feitopela análise de variância (ANOV A) através dos testes de Kruskal-Wallis, Friedman e Tukey- Kramer. Valores significantes foram aceitos quando p < 0,05. Resultados com tendência à significância foram considerados quando o valor de p estava entre 0,05 e 0,10. Resultados: Na avaliação teórica, houve diminuição progressiva e significante na capacidade de retenção global de conhecimentos (A1: 6,54, A2: : 5,97 e A3: 5,67; p < 0,05) e também nas questões especificamente relacionadas às habilidades clínicas (A1: 7,25, A2: 6,90 e A3: 6,43; p < 0,05) e ao conhecimento sobre doenças (A1: 6,0, A2: 5,28 e A3: 5,08; p < 0,05). Em relação às habilidades clínicas testadas, foi verificado na análise pareada por domínio de habilidades e empregando-se a checklist que nas atividades necessitando interação verbal com o paciente, como tomada de história clínica e comunicação de notícia houve tendência para melhora do desempenho nas avaliações subseqüentes (A1: 6,92, A2: 7,44 e A3: 7,53; p = 0,07). No que diz respeito à técnica de execução do exame físico, os escores se mantiveram em níveis muito satisfatórios, não havendo diferença significante entre as três avaliações (A1: 9,28, A2: 9,24 e A3: 9,16). O desempenho em relação à interpretação de exames complementares foi marcado por uma piora significativamente progressiva (A1: 7,68, A2: 6,79 e A3: 6,59; p = 0,01). Na avaliação global foi notada tendência à melhora no desempenho nas estações de comunicação (A1:7,08, A2: 7,37 e A3: 7,84; p = 0,05) e melhora significante na habilidade de exame físico (A1: 7,83, A2: 7,87 e A3: 8,96; p = 0,0002).A comparação do desempenho aferido pela avaliação global e por meio da checklist revelou boa correlação nas tarefas que requeriam comunicação com o paciente (r = 0,70 a 0,74), enquanto nas tarefas de exame físico essa correlação foi menos expressiva (r = 0,39 a 0,59).A correlação entre o desempenho prático e o teórico foi sempre baixa,tanto na avaliação pela checklist (r = 0,20 a 0,27) quanto pela global (r = 0,13 a 0,18). Conclusões: Os conhecimentos e as habilidades clínicas adquiridas pelo estudante de Medicina em Cardiologia Pediátrica Básica apresentam evoluções diferentes, caracterizados por diminuição, ao longo do tempo, da retenção de conhecimentos, de manutenção, ou mesmo melhora, das habilidades relacionadas à comunicação com o paciente e a execução do exame físico e de piora na interpretação de exames complementares. O desempenho na prova prática aferido por checklist mostrou boa correlação com o desempenho aferido pela avaliação global nas estações envolvendo comunicação com o paciente. A fraca correlação entre as provas de conhecimento e de habilidades mostra que esta última é essencial na avaliação das habilidades clínicas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.04.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AMARAL, Fernando Tadeu Vasconcelos; TRONCON, Luiz Ernesto de Almeida. Avaliação da retenção de conhecimentos e das habilidades clínicas pelo estudante de medicina.Experiência na área da cardiologia pediátrica utilizando testes de múltipla escolha e exame clínico objetivo estruturado(OSCE). 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto,, 2007.
    • APA

      Amaral, F. T. V., & Troncon, L. E. de A. (2007). Avaliação da retenção de conhecimentos e das habilidades clínicas pelo estudante de medicina.Experiência na área da cardiologia pediátrica utilizando testes de múltipla escolha e exame clínico objetivo estruturado(OSCE). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto,.
    • NLM

      Amaral FTV, Troncon LE de A. Avaliação da retenção de conhecimentos e das habilidades clínicas pelo estudante de medicina.Experiência na área da cardiologia pediátrica utilizando testes de múltipla escolha e exame clínico objetivo estruturado(OSCE). 2007 ;
    • Vancouver

      Amaral FTV, Troncon LE de A. Avaliação da retenção de conhecimentos e das habilidades clínicas pelo estudante de medicina.Experiência na área da cardiologia pediátrica utilizando testes de múltipla escolha e exame clínico objetivo estruturado(OSCE). 2007 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021