Exportar registro bibliográfico

Utilização da volumetria para discriminar idosos normais de pacientes com doença de Alzheimer e comprometimento cognitivo leve (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: PINTO, LUCIANA RODRIGUES - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: DOENÇA DE ALZHEIMER; COGNIÇÃO; IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA; VOLUMETRIA
  • Language: Português
  • Abstract: A diferenciação entre casos iniciais de doença de Alzheimer (DA), comprometimento cognitivo leve (CCL) e alterações próprias do envelhecimento pode não ser uma tarefa simples na fase inicial do processo. A volumetria da imagem de RNM é uma técnica quantitativa com capacidade para mensurar atrofia discreta de regiões específicas, o que pode ser utilizado para inferências sobre a progressão temporal da doença, especialmente quando dirigida para as estruturas temporais mesiais. Assim, o objetivo deste estudo é utilizar a volumetria de todo o encéfalo, lobo temporal, córtex entorrinal, amígdala, hipocampo e suas subdivisões (cabeça, corpo e cauda) tentando diferenciar entre pacientes e idosos normais. Estudamos três grupos pareados de 15 indivíduos, classificados como DA, CCL ou normais, por avaliações clínicas, neurológicas, neuropsicológicas e por RM. A volumetria global e das regiões foi normalizada pelo volume intracraniano. Todas as mensurações foram realizadas por delimitação manual, em imagens volumétricas de todo o encéfalo, com precisão de ' 1mm POT.3', utilizando protocolos validados por outros autores. A confiabilidade intra-observadoi' e inter- observadores foi testada em cinco casos. O modelo linear de efeitos mistos foi usado para comparações entre estruturas de um mesmo indivíduo e entre indivíduos dos diferentes grupos, com nível de significância de 5%. Não houve diferença significativa entre os lados direito e esquerdo, exceto para as medidas do lobotemporal em controles normais e pacientes com CCL onde o lado esquerdo foi menor. Não foram encontradas diferenças entre os grupos com a medida global do encéfalo. O volume do lobo temporal diferenciou DA de CCL e normais (p<0,0 1), mas não CCL de normais. Resultado semelhante foi encontrado para a volumetria da amígdala e hipocampo. A volumetria do córtex entorrinal diferenciou apenas CCL de DA no lado direito, com tendência à esquerda, sugerindo ) problemas com a delimitação anatômica da estrutura. A segmentação da cabeça e cauda do hipocampo mostrou diferença significativa apenas entre DA e normais e o corpo do hipocampo mostrou resultados semelhantes àquelas encontradas para o hipocampo total. Em conclusão, em nosso estudo a volumetria se mostrou uma ferramenta útil para diferenciar pacientes com DA de pacientes com CCL e .idosos normais, mas não foi possível diferenciar pacientes com CCL de idosos normais na nossa amostra. A volumetria de todo o encéfalo não foi discriminante. A volumetria do lobo temporal total, da amígdala e do hipocampo foi especialmente útil. Não encontramos vantagens da segmentação das sub regiões do hipocampo (cabeça, corpo e cauda) versus o hipocampo total
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.04.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DANTAS, Luciana Rodrigues Pinto; SANTOS, Antônio Carlos dos. Utilização da volumetria para discriminar idosos normais de pacientes com doença de Alzheimer e comprometimento cognitivo leve. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Dantas, L. R. P., & Santos, A. C. dos. (2007). Utilização da volumetria para discriminar idosos normais de pacientes com doença de Alzheimer e comprometimento cognitivo leve. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Dantas LRP, Santos AC dos. Utilização da volumetria para discriminar idosos normais de pacientes com doença de Alzheimer e comprometimento cognitivo leve. 2007 ;
    • Vancouver

      Dantas LRP, Santos AC dos. Utilização da volumetria para discriminar idosos normais de pacientes com doença de Alzheimer e comprometimento cognitivo leve. 2007 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021