Exportar registro bibliográfico

Estudo da água potável como veículo de iodo: características físico-químicas, sensoriais e avaliação da biodisponibilidade em escolares (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: NAVARRO, ANDERSON MARLIERE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: IODO; URINA (ANÁLISE); ÁGUA POTÁVEL; ESTUDANTES
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: estudar a água potável como veículo para garantir a ingestão de iodo em crianças de uma escola rural e outra urbana na cidade de Botucatu-SP. Métodos: O estudo foi realizado em 4 fases: Fase I -analisar as características físico-químicas, sensoriais e a determinação de cloro residual em água potável adicionada de 2 sais de iodo (iodeto de potássio (KI) e iodato de potássio ('KI''O IND. 3')); Fase II -coleta de uma amostra de sal de cozinha domiciliar e uma amostra casual de urina domiciliar (Basal) e avaliação antro po métrica. Fase III - administração de uma amostra de água potável contendo 200µg de KI e 'KI''O IND. 3' separadamente para a escola rural (ER) e administração de uma dose contendo 50µg de iodo para a escola urbana (EU) (Pré). Cada criança recebeu uma amostra de água potável contendo apenas 1 sal. Após a administração foi coletado uma nova amostra de urina para a ER 3 horas após a administração e para a EU 40 dias (Pós). Fase IV -Estimação .da ingestão e determinação da excreção urinária de iodo, sódio, creatinina e potássio. Para as análises físico-químicas foram determinados cor, condutividade, turbidez, pH e cloro residual de acordo IAL, 1985. Para a análise sensorial foi utilizado o teste triangular de diferença e pareado de preferência. Para a determinação de iodo urinário foi utilizado método proposto por DUNN et aI., 1993 (reação de SANDELL; KOLTHOFF, 1937), as análises de creatinina urinária foram realizadas por kitcomercial da Labtest Diagnóstica SA. Resultados: Os valores dos parâmetros físico-químicos apresentaram-se abaixo dos limites estabelecidos pela legislação brasileira (Cor até 15 mg . PtCo/L, Turbidez até 5, pH entre 6 e 9,5). A quantidade de cloro residual presente na água potável sofreu alteração significativa (p<0,05) diminuindo seu valor inicial quando adicionado de KI na água clorada com 2,0 mg de cloro/L (0,77±0,50 mg de cloro/L). Não ocorreu alteração sensorial significativa quando se utilizou concentrações de KI inferiores a 200µg/L e inferiores a 2000µg/L de iodo para 'KI''O IND.3'. A prevalência de deficiência de iodo estava abaixo 'dos valores aceitos pela OMS (3,8% na escola rural e 3,03% na escola urbana). A administração de uma única dose de água potável iodada (200µg) nas crianças de uma ER promoveu aumento na excreção urinária de iodo (p<0,05), enquanto que uma dose diária (50µg) durante 40 dias não alterou a excreção urinária de iodo de início do estudo (EU). Os sais foram significativamente diferentes apenas na ingestão estimada de iodo sendo maior para o iodato de potássio em ambas as escolas (p<0,05). As crianças apresentaram excreção urinária em excesso (iodúria > 300µg/L) desde o início do estudo (Basal) em 62,03% para a ER e 90,91% para a EU. O iodo nas amostras de sal apresentou-se dentro dos limites definidos pela legislação em 92,41% para a ER e 93,94% para a EU. Existe excesso de ingestão de sódio e sal na alimentaçãodas crianças em ambas escolas. Conclusão: Os estudos demonstraram que a água potável é um veículo de iodo adequado para garantir a ingestão de iodo em escolares
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.05.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NAVARRO, Anderson Marliere; DUTRA DE OLIVEIRA, Jose Eduardo. Estudo da água potável como veículo de iodo: características físico-químicas, sensoriais e avaliação da biodisponibilidade em escolares. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Navarro, A. M., & Dutra de Oliveira, J. E. (2007). Estudo da água potável como veículo de iodo: características físico-químicas, sensoriais e avaliação da biodisponibilidade em escolares. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Navarro AM, Dutra de Oliveira JE. Estudo da água potável como veículo de iodo: características físico-químicas, sensoriais e avaliação da biodisponibilidade em escolares. 2007 ;
    • Vancouver

      Navarro AM, Dutra de Oliveira JE. Estudo da água potável como veículo de iodo: características físico-químicas, sensoriais e avaliação da biodisponibilidade em escolares. 2007 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020