Exportar registro bibliográfico

Deixar de ser mulher: conhecimento e significado cultural da menopausa (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: COSTA, GABRIELA MARIA CAVALCANTI - ENFERM
  • Unidade: ENFERM
  • Sigla do Departamento: ENP
  • Subjects: MENOPAUSA; SAÚDE DA MULHER; ETNOGRAFIA
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste estudo foi compreender o conhecimento e a vivência da menopausa para um grupo de mulheres. Buscamos nos referenciais teórico-metodológicos da Antropologia médica, e do método etnográfico, as bases para o estudo do evento. Os métodos utilizados para a coleta de dados com 12 colaboradoras que vivenciam a menopausa foram a observação participante, a entrevista semi-estruturada e o desenho de como elas visualizavam o corpo internamente, dentro de uma silhueta feminina, previamente reproduzida. Para aquelas que não entendiam essa formulação da proposta, foi solicitado que desenhassem aquilo que está envolvido com a menstruação e a menopausa. O objetivo foi o de complementar as entrevistas; motivar as mulheres a falarem a respeito da menopausa, verificar o quanto a representação que elas têm do corpo influencia, de fato, o significados que possuem sobre a menopausa e, por fim, favorecer a interpretação compartilhada à medida que, ao desenharem, comentavam sobre seus desenhos. Os dados foram apresentados na forma de narrativa e analisados à luz da teoria abordada. Nas narrativas, identificamos categorias que foram integradas em três temas: corpo, menstruação e menopausa. Dessas categorias, emergiram seis temas culturais: a menstruação caracteriza a mulher e define seu papel; o corpo emite os sinais; o poder de Deus determina as funções do corpo; a menopausa como evento natural do corpo e a menopausa e o deixar de ser mulher. Uma vez construídasas subcategorias / categorias / temas passou-se a analisar a natureza da experiência comum entre as mulheres. Dessa forma, foram delineadas a interpretação e a compreensão da vivência da menopausa, segundo suas elaborações culturais. Prosseguimos com uma comparação entre as categorias, evidenciando os nexos, na tentativa de sintetizar essas interpretações e compreensões em temas de significado. Destarte, foi possível ) compreender que a menopausa, experiência humana feminina, é resultante de uma construção singular, estando integrada a uma rede de significados, instituídos pelo grupo, que condiciona o conhecimento e a vivência dentro de determinados padrões culturais que devem ser considerados no cuidado pelos profissionais de saúde. Finalizando, o conhecimento sobre a menopausa, neste grupo de mulheres, foi um processo construído ao longo da vida e reflete a realidade cultural e social da localidade, para a qual a vivência da menopausa significa deixar de ser mulher
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.02.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COSTA, Gabriela Maria Cavalcanti; GUALDA, Dulce Maria Rosa. Deixar de ser mulher: conhecimento e significado cultural da menopausa. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/83/83131/tde-04042007-141230/ >.
    • APA

      Costa, G. M. C., & Gualda, D. M. R. (2007). Deixar de ser mulher: conhecimento e significado cultural da menopausa. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/83/83131/tde-04042007-141230/
    • NLM

      Costa GMC, Gualda DMR. Deixar de ser mulher: conhecimento e significado cultural da menopausa [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/83/83131/tde-04042007-141230/
    • Vancouver

      Costa GMC, Gualda DMR. Deixar de ser mulher: conhecimento e significado cultural da menopausa [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/83/83131/tde-04042007-141230/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021