Exportar registro bibliográfico

Avaliação da resistência e módulo de elasticidade de osso mineralizado e desmineralizado pelos testes de microtração (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: SANADA, JEFFERSON TOMIO - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAP
  • Subjects: IMPLANTES DENTÁRIOS; OSSO E OSSOS; BIOMATERIAIS
  • Language: Português
  • Abstract: desmineralizado e as outras 12 hemi-calvária para o sub-grupo mineralizado. Após a morte dos animais, os espécimes serão coletados e tratados de acordo com o subgrupo (mineralizado e desmineralizado). Os testes foram realizados numa máquina de teste universal (Vitrodyme, V1000). As médias de resistência a tração do mineralizado foi 129,814 ± 34,921 MPa e o desmineralizado foi 18,547 ± 3,682 MPa. Para o módulo de elasticidade obtivemos os valores de ) 1377,792 ± 208,331 MPa para o grupo mineralizado e 49,669 ± 11,204 MPa para o grupo desmineralizado, ao compararmos o módulo de elasticidade e resistência a tração entre os subgrupo desmineralizado e mineralizado observa-se uma diferença estatisticamente significante para o grupo mineralizado (p<0,001). Conclui-se que o teste de microtração pode ser utilizado para avaliar as propriedades mecânicas nesse modelo experimental biológicoA perda do osso alveolar como resultado de doença periodontal ou secundariamente à cirurgia são fontes de inúmeras complicações para os cirurgiões dentistas, e a solução para tal problema se baseiam em procedimentos regenerativos. A regeneração é feita através de enxertos ósseos que estabelecem um arcabouço para a reparação tecidual, aumentando os tecidos ósseos nos defeitos resultantes de trauma ou cirurgias, preenchendo os alvéolos após extração para preservar a altura e espessura do rebordo alveolar e aumentando e/ou reconstruindo o rebordo alveolar. Estes procedimentos são realizados através da utilização de enxertos autógenos, alógenos, aloplásticos ou xenogênicos, tendo cada um suas características e indicações. Com o desenvolvimento dos implantes osseointegrados, viu-se a necessidade de manter uma boa quantidade e qualidade óssea. Este projeto tem como objetivo avaliar a resistência a tração e módulo de elasticidade do osso mineralizado e desmineralizado de calvária de ratos, a fim de determinar padrões iniciais (máximos e mínimos) para comparações com possíveis biomateriais de preenchimento de osteoindução e osteocondução. Foram utilizados 24 animais divididos em 2 grupos. O grupo 1 (n=12): módulo de elasticidade sendo que utilizaremos as duas parietais do animal, possibilitando 24 espécimes, subdividido em mineralizado (n=12) e desmineralizado (n=12). O grupo 2 (n=12): microtração, sendo que 12 hemi-calvária foram utilizado para o sub-grupo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.03.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANADA, Jefferson Tomio; VALLE, Accácio Lins do. Avaliação da resistência e módulo de elasticidade de osso mineralizado e desmineralizado pelos testes de microtração. 2007.Universidade de São Paulo, Bauru, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25135/tde-19062007-133051/ >.
    • APA

      Sanada, J. T., & Valle, A. L. do. (2007). Avaliação da resistência e módulo de elasticidade de osso mineralizado e desmineralizado pelos testes de microtração. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25135/tde-19062007-133051/
    • NLM

      Sanada JT, Valle AL do. Avaliação da resistência e módulo de elasticidade de osso mineralizado e desmineralizado pelos testes de microtração [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25135/tde-19062007-133051/
    • Vancouver

      Sanada JT, Valle AL do. Avaliação da resistência e módulo de elasticidade de osso mineralizado e desmineralizado pelos testes de microtração [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25135/tde-19062007-133051/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021