Exportar registro bibliográfico

Mudança do modelo gerencial em um hospital de ensino: a reconstrução da prática de enfermagem (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: BERNARDINO, ELIZABETH - ENFERM
  • Unidade: ENFERM
  • Subjects: SERVIÇO HOSPITALAR DE ENFERMAGEM (TENDÊNCIAS); EXERCÍCIO DA ENFERMAGEM (ADMINISTRAÇÃO); DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA
  • Language: Português
  • Abstract: enfrentamento incluem: agregar forças, encontrar uma liderança, legitimá-la e construir um projeto próprio. Em síntese, o estudo mostra um ambiente em processo de mutação, os fatos que justificam a mudança e as contradições entre os pressupostos teóricos do modelo e sua operacionalização. Na perspectiva do gerenciamento que institui o novo, foram feitas propostas para o desenvolvimento da Enfermagem do HC/UFPR, considerando os conhecimentos e as estratégias necessárias à conquista de competências que poderão impactar em resultados nas dimensões técnica, política, comunicativa e de desenvolvimento da cidadania. Neste sentido , os maiores desafios para a Enfermagem serão: construir uma nova identidade, realizar o trabalho em equipe mantendo a unidade e a identidade profissional, adquirir visibilidade na ) instituição, mudar o cuidado e ampliar a gerência. Para tanto, as enfermeiras precisam superar a formação tradicional e investir na formação inovadora. A seu favor, contam com a experiência e o conhecimento adquiridos ao longo de muitos anos, que as qualificam a fazer, se assim o desejarem, uma mudança bem sucedidaNos locais onde a implantação do SUS avançou para a formação de redes de atenção, os hospitais foram impulsionados à plena integração às redes municipais, o que impôs modificações conceituais e operacionais nos modelos de gerenciamento. O hospital do estudo, adotou, recentemente, um modelo gerencial baseado em “linhas de cuidado”, cujo objetivo geral é a descentralização da gestão, através da construção de Unidades Funcionais (UF). A proposta de descentralização e a adoção de uma lógica de organização do trabalho, mais por “equipe” do que por “profissão”, ancoram esse novo modelo, cuja operacionalização local provocou o desmantelamento do Serviço e a desarticulação/desmobilização dos trabalhadores de enfermagem. O presente estudo teve, como objetivo geral: construir as mudanças que deveriam ser implementadas na organização do trabalho em Enfermagem, tendo em vista o novo modelo de gestão adotado pelo hospital. Os objetivos específicos foram: Reconstruir os determinantes históricos implicados na instituição do modelo gerencial de enfermagem; identificar o contexto atual deste modelo, o seu significado e as possibilidades futuras; articular as estratégias de enfrentamento dessa problemática, no que se refere aos saberes e poderes e elaborar proposta e estratégias para a sua reconstrução. Esta pesquisa é do tipo estudo de caso e de abordagem qualitativa, fundamentada no referencial histórico e social. Teve como cenário, o HC/UFPR e a população foram os trabalhadores deenfermagem, que somam, aproximadamente, 1200 funcionários. Para a coleta de dados, utilizou-se a técnica de grupo focal. O grupo foi composto por 12 sujeitos, sendo 8 enfermeiras, 2 técnicas e 2 auxiliares de Enfermagem, que aceitaram voluntariamente participar da pesquisa. As falas foram transcritas e categorizadas, usando-se a técnica de análise de conteúdo, na modalidade da análise temática. Como ) resultado, foi possível apreender 3 categorias empíricas: os determinantes históricos implicados na instituição do modelo gerencial de enfermagem; o contexto atual deste modelo, o seu significado e as possibilidades futuras e as estratégias de enfrentamento, no que se refere aos saberes e poderes. No que concerne aos determinantes históricos, ressalta-se: o estranhamento das enfermeiras com o cenário externo e interno, o “desmanche intencional” da Enfermagem no hospital; a constituição histórica do trabalho da Enfermagem e sua posição dentro da organização, e a percepção de que as enfermeiras que assumiram cargos de confiança no novo modelo se comportam mais como gerentes do que como enfermeiras-gerentes. Na categoria que identifica a situação atual, seu significado e as possibilidades futuras, foi possível extrair a crise de identidade causada pela perda da Direção de Enfermagem, e os dois aspectos que se perceberam mais afetados: o cuidado e o poder. Na categoria estratégias de enfrentamento, foi possível apreender que as opções estratégicas para fazer o
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.03.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BERNARDINO, Elizabeth; FELLI, Vanda Elisa Andres. Mudança do modelo gerencial em um hospital de ensino: a reconstrução da prática de enfermagem. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/83/83131/tde-04042007-141739/ >.
    • APA

      Bernardino, E., & Felli, V. E. A. (2007). Mudança do modelo gerencial em um hospital de ensino: a reconstrução da prática de enfermagem. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/83/83131/tde-04042007-141739/
    • NLM

      Bernardino E, Felli VEA. Mudança do modelo gerencial em um hospital de ensino: a reconstrução da prática de enfermagem [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/83/83131/tde-04042007-141739/
    • Vancouver

      Bernardino E, Felli VEA. Mudança do modelo gerencial em um hospital de ensino: a reconstrução da prática de enfermagem [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/83/83131/tde-04042007-141739/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021