Exportar registro bibliográfico

Diretrizes da Sociedade Brasileira de Ornitologia para a destinação de aves silvestres provenientes do tráfico e cativeiro (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVEIRA, LUIS FÁBIO - IB
  • Unidade: IB
  • Subjects: AVES SILVESTRES; AVIFAUNA (CONSERVAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: O Brasil reúne uma das maiores riquezas em avifauna do mundo, o que torna o país um dos mais importantes em relação a investimentos em conservação. Por outro lado o país sofre forte pressão do tráfico de animais silvestres. Preocupada com a falta e o cumprimento de diretrizes técnicas definidas para destinação de fauna silvestre e como forma de contribuir para a padronização destas de modo a conduzir o processo de destinação por uma via conservacionsita mais eficiente, a Sociedade Brasileira de Ornitologia isntituiu um grupo de estudo para analisar o tema e propor diretrizes que venham nortear o processo de destinação de aves silvestres provenientes do tráfico e cativeiro visando a conservação das espécies e suas populações naturais. Um dos grandes problemas da triagem de animais apreendidos e provenientes de cativeiro e a dificuldade de se destinar indivíduos diante de um quadro caótico de superpopulação nas instituições que os recebem. Outro problema freqüente é o alto custo de manutenção de cativeiros e gatos com funcionários, alimentação e medicamentos e, por outro lado, a carência de recursos para o combate ao tráfico e para bons programas de conservação. Portanto, é primordial que o processo de apreensão/destinaão de animais oriundos do tráfico ou do cativeiro tenha um caráter mais conservacionista, preocupando-se com a espécie, as comunidades e/ou o ecossistema, do que "salvdor", focando apenas no indivíduo apreendido. Por considerarmos prioritária aconcentração dos esforços e dos poucos recursos disponíveis nos animais com problemas de conservação, sugerimos a divisão dos animais apreendidos/confiscados nas categorias "animais com problemas de conservação" e "outros", que são ainda subdivididos em "excedentes", "animais menos comuns de interesse para cativeiro" e "animais acidentados/debilitados". O trabalho apresenta um fluxograma de decisões com passos e justificativas com objetivos de contribuir na construção de políticas públicas adequadas à conservação da biodiversidade brasileira. As diretrizes acima refletem a opinião majoritária dos ornitólogos brasileiros sobre as possibilidades de destinação de aves silvestres provenientes do tráfico e cativeiro, representando um importante passo participativo desta sociedade cientifica
  • Imprenta:
  • Source:

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      EFE, Márcio Amorim; MARTINS-FERREIRA, Claiton; OLMOS, Fábio; MOHR, Leonardo Vianna; SILVEIRA, Luís Fábio. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Ornitologia para a destinação de aves silvestres provenientes do tráfico e cativeiro. Revista Brasileira de Ornitologia, São Leopoldo, v. 14, n. 1, p. 67-72, 2006.
    • APA

      Efe, M. A., Martins-Ferreira, C., Olmos, F., Mohr, L. V., & Silveira, L. F. (2006). Diretrizes da Sociedade Brasileira de Ornitologia para a destinação de aves silvestres provenientes do tráfico e cativeiro. Revista Brasileira de Ornitologia, 14( 1), 67-72.
    • NLM

      Efe MA, Martins-Ferreira C, Olmos F, Mohr LV, Silveira LF. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Ornitologia para a destinação de aves silvestres provenientes do tráfico e cativeiro. Revista Brasileira de Ornitologia. 2006 ; 14( 1): 67-72.
    • Vancouver

      Efe MA, Martins-Ferreira C, Olmos F, Mohr LV, Silveira LF. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Ornitologia para a destinação de aves silvestres provenientes do tráfico e cativeiro. Revista Brasileira de Ornitologia. 2006 ; 14( 1): 67-72.


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020