Exportar registro bibliográfico

Fatores relacionados à adesão em trabalhadores da área da saúde que sofrem acidente ocupacional com risco biológico (2006)

  • Autor:
  • Autor USP: MACHADO, ALCYONE ARTIOLI - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: ACIDENTES DE TRABALHO; RISCOS OCUPACIONAIS; HIV; HEPATITE B
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: As infecções de transmissão sangüínea causadas por vírus são reconhecidas, de longa data, como os principais riscos para os trabalhadores da área da saúde expostos a sangue e outros materiais biológicos. Porém, somente após a descoberta do Vírus da Imunodeficiência Humana tipo 1 (HIV) e o conhecimento do seu principal modo de transmissão, que os acidentes ocupacionais com material biológico potencialmente contaminado passaram a ser tratados como problema de saúde pública. Durante os cuidados dispensados aos pacientes infectados, os trabalhadores da área da saúde entram em contato com diferentes fluidos corporais e em especial, com o sangue, principal fluido infectante para o HIV, vírus da hepatite B (HBV) e vírus da hepatite C (HCV), entre outros agentes. O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, situado na cidade de Ribeirão Preto-SP, possui o Ambulatório de Acidente Ocupacional em Profissionais da Saúde (AOPS), aonde é realizado o atendimento aos trabalhadores da área da saúde que tenham sofrido acidente ocupacional com material potencialmente contaminado. As condutas dispensadas aos acidentados seguem o protocolo do Ministério da Saúde do Brasil e do CDC. Nesse local são atendidos os trabalhadores das duas unidades do hospital, os procedentes das unidades de saúde da região, alunos e funcionários das várias faculdades do Campus da Universidade de São Paulo, da Universidade de Ribeirão Preto e da Faculdade Barão deMauá. Objetivos: Caracterizar a população de trabalhadores da área da saúde, que procuram o AOPS, quanto à idade, sexo, função, local de trabalho e tempo de função; identificar e caracterizar os acidentes ocorridos com pacientes fonte positivos para HIV, HBV e HCV; verificar a adesão dos trabalhadores acidentados às condutas instituídas pós-acidente em relação ao HCV, ao HBV e ao HIV,observando a realização dos retornos necessários, o número de retornos, uso dos anti-retrovirais, vacina e/ou imunoglobulina específica para vírus B e o recebimento da alta do ambulatório; identificar a realização de vacinação prévia ao acidente, nível de anticorpos e presença de imunidade para hepatite B; identificar a freqüência de acidentes anteriores e durante o período de estudo e sua influência na adesão. População e Metodologia: A população de estudo foi composta por trabalhadores da área da saúde que deram entrada para atendimento no AOPS, no período de maio de 2004 a maio de 2005. Os dados foram transcritos dos prontuários médicos e compilados em formulário construí do especialmente para esse fim. Para análise da adesão ao seguimento foram anotados os números de retornos e o registro de alta para cada caso. Considerou-se como: Abandono -caso que realizou apenas uma consulta não voltando a nenhum retorno marcado; Retorno Incompleto -caso que realizou alguns retornos, não comparecendo aos demais e não recebendo alta do ambulatório, registrada emprontuário; Retorno Completo -caso que realizou todos retornos marcados recebendo alta do ambulatório, registrada em prontuário. As variáveis foram codificadas e digitadas em banco de dados formatado no programa Excel. Procedeu-se a análise dos dados no programa Epilnfo versão 3.3.2.. Os dados foram tabulados e decodificados. A análise foi descritiva utilizando-se porcentagens. Resultados: Houve predomínio das mulheres, com média de idade de 30 anos, auxiliares de enfermagem (31,2%), com tempo de função menor do que cinco anos; os médicos representaram a segunda categoria em porcentagem de acidentes (23,4%) e os estudantes a terceira (19%), com predomínio de alunos do curso de odontologia; maior número de ocorrências foi registrada no período diurno; o paciente fonte foi identificado em 86,4% doscasos de acidentes, sendo positivo para HIV em 8%, para HCV em 6,5% e para HBV em 2,3%; o retomo ocorreu em 75,5% dos casos e o registro da alta em 63,1 % dos casos; encontrou-se 22,4% de abandono e 14% de retornos incompletos; maior porcentagem de abandono foi encontrada quando o paciente fonte era positivo para HBV e a maior porcentagem de retomo incompleto quando o paciente fonte era positivo para HCV; as categorias que menos registraram a alta foram os médicos residentes e os auxiliares, técnicos e atendentes de enfermagem; houve 38% de indicação de profilaxia com anti-retrovirais, Zidovudina associada a Lamivudina em 85% dos casos; o uso deprofilaxia para o HIV aumentou a possibilidade de seguimento, porém não influenciou a alta; 93% relataram vacinação para hepatite B, destes 85% possuíam três doses ou mais; positividade para anti HBsAg foi encontrada em 70,6% dos casos que realizaram o teste; acidentes anteriores predispuzeram ao abandono e ao retomo incompleto. Conclusões: Os dados apontam a necessidade de maior vigilância do risco biológico na Instituição, em especial em relação à população de acidentados com paciente fonte positiva para HCV e ou HBV
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.10.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MACHADO, Alcyone Artioli. Fatores relacionados à adesão em trabalhadores da área da saúde que sofrem acidente ocupacional com risco biológico. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/livredocencia/17/tde-04052007-065216/ >.
    • APA

      Machado, A. A. (2006). Fatores relacionados à adesão em trabalhadores da área da saúde que sofrem acidente ocupacional com risco biológico. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/livredocencia/17/tde-04052007-065216/
    • NLM

      Machado AA. Fatores relacionados à adesão em trabalhadores da área da saúde que sofrem acidente ocupacional com risco biológico [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/livredocencia/17/tde-04052007-065216/
    • Vancouver

      Machado AA. Fatores relacionados à adesão em trabalhadores da área da saúde que sofrem acidente ocupacional com risco biológico [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/livredocencia/17/tde-04052007-065216/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021