Exportar registro bibliográfico

Percepção de movimento e tempo subjetivo nas artes visuais (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: NATHER, FRANCISCO CARLOS - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: PERCEPÇÃO DE MOVIMENTO; TEMPO; PERCEPÇÃO VISUAL; PSICOBIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho de pesquisa analisou os efeitos de imagens estáticas com representação de movimentos corporais humanos (obras de arte visuais como pinturas, fotografias e esculturas) sobre a percepção subjetiva de tempo. Para tanto, foi realizada uma discussão a respeito de como as obras de arte vêm sendo analisadas segundo os procedimentos experimentais adotados pela estética experimental. Foram abordados aspectos do processamento da percepção visual de movimento, incluindo estudos que procuram explicar como ocorre a percepção de movimentos representados em imagens bidimensionais estáticas. Aspectos teóricos e experimentais das pesquisas de tempo subjetivo foram apresentados e discutidos no sentido de informar como esses estudos têm explicado como se processa a percepção de tempo subjetivo em humanos. Para a execução do trabalho foram realizados 5 experimentos: eles visaram verificar se imagens com menores e com maiores sugestões de movimento afetariam diferencialmente a percepção subjetiva de tempo. A metodologia experimental adotada revelou importantes aspectos dos procedimentos e abordagens adotados na literatura de tempo subjetivo e da estética experimental. Os dados do presente estudo concordaram com estudos anteriores de tempo subjetivo que utilizaram imagens bidimensionais em movimento: imagens paradas foram estimadas com menor duração que imagens em movimento. Foi constatado que imagens representando movimentos corporais emdistintas intensidades foram estimadas diferencialmente: as imagens de corpos parados foram subestimadas temporalmente, aquelas com movimentos menos intensos estimadas com duração semelhante ao tempo real de experimentação, e aquelas com maiores sugestões de movimento superestimadas temporalmente. As distintas estimações temporais dos estímulos utilizados poderiam ser explicadas por diferentes modelos de tempo subjetivo propostos na literatura; por exemplo, estímulos com mais movimento representado podem ser julgados mais longos, porque requerem maior armazenamento na memória ou porque eles geram a previsibilidade do movimento que estaria por acontecer. Assim, as estimações subjetivas de tempo encontradas poderiam estar relacionadas a distintos processamentos, que não somente à percepção visual de movimento. É provável que a percepção de movimento esteja relacionada a distintos circuitos neuronais do córtex cerebral, que ativam mecanismos verdadeiros de percepção de movimento; isto geraria alterações na percepção subjetiva de tempo, em função do tempo relacionado à execução dos distintos movimentos representados nas imagens. Além disso, foi verificado que, em julgamentos de tempo subjetivo utilizando obras de arte visuais, a representação de movimentos em distintas intensidades pode também se relacionar ao contexto nos quais os estímulos são apresentados e serem explicados por meio de bi-secções de tempo subjetivo. Mais queisso, foi verificado que a maior complexidade de um estímulo bidilllensional (obra de arte visual) está relacionada a um maior prazer estético (agradabilidade) vivenciado pelo observador, gerando superestimações temporais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.03.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NATHER, Francisco Carlos; BUENO, José Lino Oliveira. Percepção de movimento e tempo subjetivo nas artes visuais. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Nather, F. C., & Bueno, J. L. O. (2007). Percepção de movimento e tempo subjetivo nas artes visuais. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Nather FC, Bueno JLO. Percepção de movimento e tempo subjetivo nas artes visuais. 2007 ;
    • Vancouver

      Nather FC, Bueno JLO. Percepção de movimento e tempo subjetivo nas artes visuais. 2007 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021