Exportar registro bibliográfico

Demanda do cuidador familiar com idoso demenciado (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: GRATÃO, ALINE CRISTINA MARTINS - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERG
  • Subjects: IDOSOS; DEMÊNCIA; CUIDADOS DOMICILIARES DE SAÚDE
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo teve como objetivo caracterizar os cuidadores familiares de idosos demenciados, bem como identificar a demanda de cuidados prestados e relacionar ao estagiamento da demência. Trata-se de um estudo epidemiológico descritivo e seccional, realizado no período de 2001 a 2002. A amostra da investigação constou de 104 idosos demenciados, com idade de 60 anos ou mais, residentes na zona urbana de Ribeirão Preto-SP, atendidos em um ambulatório terciário de um hospital governamental e 90 cuidadores familiares. Foram consultados prontuários e após, realizadas visitas domiciliares para aplicação de um instrumento de avaliação multidimensional do estado funcional do idoso e um questionário estruturado com perguntas fechadas relativas aos cuidadores. Os resultados evidenciaram que 66,3% dos idosos eram do sexo feminino, com média de 75,5 anos. O nível educacional correspondeu a 47,1% dos idosos com até 4 anos de escolaridade, os analfabetos e os que aprenderam ler informalmente somaram 35,5%. O estagiamento da demência foi classificado, previamente no prontuário médico, representando 27,9% demência grave; 22,1 % demência moderada; 27,9% demência leve, 6,4% questionável e 15,4% não haviam sido classificados. Evidenciou-se que, dos 104 idosos, 90 tinham cuidadores, representados por 80% do sexo feminino, a maioria familiar: filha, esposa e nora. A idade média foi de 52,3 anos de idade. O tempo dedicado ao cuidar representou 15,10horas/dia.Quanto à ajuda recebida do suporte informal, a maioria não recebe ajuda ou recebem às vezes. A interferência na vida do cuidador (trabalho, repouso, lazer, passeios, o cuidar-se) foi proporcional ao agravo da demência, assim como as respostas referentes ao cansaço físico e emocional. Dos cuidadores, 45,7% relataram que o cuidar provoca tristeza, enquanto apenas uma pequena parcela dos cuidadores referiu utilizar sistemas de suporte social formal. As dificuldades nas ) atividades da vida diária do idoso geram a necessidade de cuidador. Os dados mostram a grande demanda na atividade de cuidar e conseqüente sobrecarga, revelando a necessidade urgente de estratégias de suportes formais e informais para os cuidadores de idoso
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.08.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GRATÃO, Aline Cristina Martins; RODRIGUES, Rosalina Aparecida Partezani. Demanda do cuidador familiar com idoso demenciado. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-25052007-161750/ >.
    • APA

      Gratão, A. C. M., & Rodrigues, R. A. P. (2006). Demanda do cuidador familiar com idoso demenciado. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-25052007-161750/
    • NLM

      Gratão ACM, Rodrigues RAP. Demanda do cuidador familiar com idoso demenciado [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-25052007-161750/
    • Vancouver

      Gratão ACM, Rodrigues RAP. Demanda do cuidador familiar com idoso demenciado [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-25052007-161750/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021