Exportar registro bibliográfico

Especificidade e taxa de falso-positivo em três protocolos de triagem auditiva neonatal (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: FREITAS, VANESSA SABINO DE - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAF
  • Subjects: BEBÊS; TRIAGEM; PERCEPÇÃO AUDITIVA
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo do presente estudo foi estimar a especificidade e taxa de falso-positivo de protocolos de triagem auditiva neonatal (TAN), realizados com os procedimentos emissões otoacústicas evocadas transientes-módulo triagem (EOAet) e potenciais evocados auditivos de tronco encefálico automático (PEATEa), de forma isolada ou combinada, aplicados em uma ou duas etapas.Participaram deste estudo 200 recém-nascidos, selecionados aleatoriamente, submetidos à triagem auditiva, no período entre Março/2006 e Julho/2006. A estimativa da taxa de falso-positivo e da especificidade foi realizada com a TAN em uma etapa e com três protocolos: protocolo 1, TAN realizada em duas etapas com EOAet; protocolo 2, TAN realizada em duas etapas com PEATEa; e protocolo 3, TAN realizada em uma etapa com dois procedimentos - teste com EOAet seguido de reteste com PEATEa para os recém-nascidos que não passaram no primeiro procedimento. Os resultados mostraram alta taxa de falso-positivo na triagem auditiva realizada em uma etapa para ambos os procedimentos. Apesar de não ter havido diferença estatisticamente significante quando comparadas as taxas de encaminhamento para diagnóstico audiológico obtidos nos protocolos com EOAet e com PEATEa, o protocolo com EOAet encaminhou 4 vezes mais recém-nascidos. O protocolo com EOAet e PEATEa apresentou a maior taxa de encaminhamento (6%), com diferença estatisticamente significante ao ser comparado com os protocolos 1 (EOAet) e 2 (PEATEa). Concluiu-se que atriagem auditiva neonatal deve ser realizada em duas etapas (teste-reteste), a fim de reduzir a taxa de falso-positivo e de encaminhamento, aumentando a especificidade; a taxa de falso-positivo e conseqüentemente a especificidade foram melhores no protocolo com PEATEa, seguido dos protocolos com EOAet e com EOAet e PEATEa
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.11.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FREITAS, Vanessa Sabino de; ALVARENGA, Kátia de Freitas. Especificidade e taxa de falso-positivo em três protocolos de triagem auditiva neonatal. 2006.Universidade de São Paulo, Bauru, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25143/tde-10092007-165438/ >.
    • APA

      Freitas, V. S. de, & Alvarenga, K. de F. (2006). Especificidade e taxa de falso-positivo em três protocolos de triagem auditiva neonatal. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25143/tde-10092007-165438/
    • NLM

      Freitas VS de, Alvarenga K de F. Especificidade e taxa de falso-positivo em três protocolos de triagem auditiva neonatal [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25143/tde-10092007-165438/
    • Vancouver

      Freitas VS de, Alvarenga K de F. Especificidade e taxa de falso-positivo em três protocolos de triagem auditiva neonatal [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25143/tde-10092007-165438/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021