Exportar registro bibliográfico

Fatores fisiológicos, clínicos e farmacológicos, determinantes de resíduos de antomicrobiano no leite, avaliados em protocolos terapêuticos de mastite em bovinos leiteiros (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: RAIA JUNIOR, ROBERTO BELLIZIA - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBC
  • Subjects: CONTAMINAÇÃO DE ALIMENTOS; LEITE (ANÁLISE QUALITATIVA); MASTITE ANIMAL (INFLUÊNCIAS;PRODUTIVIDADE)
  • Language: Português
  • Abstract: Atualmente a terapia e as práticas de manejo da mastite estão baseadas na administração de agentes antimicrobianos com ampla atividade contra os microrganismos mais comuns desta doença. Os fármacos são administrados diretamente no canal da teta e/ou por sistêmica. Os tratamentos com antimicrobianos são realizados durante o período seco como terapia preventiva, ou durante o período de lactação como terapia curativa. O leite produzido por animais tratados pode conter resíduos do medicamento. A presença de resíduos de antimicrobianos no leite constitui um risco para a saúde pública devido ao fenômeno de múltipla resistência, bem como uma causa de perdas econômicas, considerando a fabricação de queijo e iogurte, entre outros derivados lácteos. A proposta deste estudo foi avaliar alguns fatores que contribuem para a ocorrência de resíduos em vacas tratadas além do período recomendado para descarte. Os fatores avaliados foram: fisiológico, como a produção leiteira; clínico, como a mastite e farmacológico como a via de administração e o fármaco utilizado. Foi usado um teste comercial para a detecção de resíduos (Delvotest 'MARCA REGISTRADA' por inibição microbiológica. Entre os fatores estudados, foi demonstrada a influência da produção leiteira, ou seja, animais com produção leiteira maior do que 20L/dia apresentaram menor ocorrência de resíduo (39,5 'POR CENTO'), quando comparado com aqueles com produção menor do que 20L/dia (70,7 'POR CENTO') e a diferença foisignificante (P 'MENOR' 0,0001). Entre os fatores clínicos foi determinado que a presença e intensidade do processo inflamatório contribuem para a ocorrência de resíduos. Deste modo, entre os quartos com mastite clínica ) tratados o nível de resíduo foi 47,7 'POR CENTO', os quartos com mastite subclínica tratados apresentaram 34,9 'POR CENTO' e os controles 9,5 'POR CENTO' (quartos sem mastite tratados) e a diferença entre os três grupos foi significante (P 'IGUAL' 0,0381, P 'IGUAL' 0,0008, P 'IGUAL' 0,0209). Ao se comparar a ocorrência de resíduos no leite de quartos tratados durante a lactação (41,9 'POR CENTO') com os resíduos nos quartos que receberam a terapia de vaca seca (23,2 'POR CENTO') foi observado um maior nível entre os grupos tratados durante a lactação e a diferença foi significante (P 'MENOR' 0,0001). Em relação aos fatores farmacológicos, a via de aplicação bem como o grupo farmacológico do antimicrobiano utilizado no tratamento foram demonstradas diferenças estatísticas tanto para os diversos antimicrobianos, quanto para as vias de administração. Um maior nível de resíduo foi observado entre os grupos farmacológicos em quartos tratados por via intramamária com aminoglicosídeos (gentamicina) (66,7 'POR CENTO'). E o maior nível de resíduo foi observado quando ambas as vias foram utilizadas simultaneamente, tanto para aminoglicosídeos (93,7 'POR CENTO'), quanto para betalactâmicos (100 'POR CENTO'). O conhecimento de que o pKa dosantimicrobianos irá determinar diferentes níveis de distribuição nos órgãos e tecidos sustenta a hipótese que a via de administração pode influenciar a presença de resíduos de antimicrobianos no leite. Conseqüentemente, o uso simultâneo das duas vias de administração, uma prática comum, contribuiu também para um alto risco da ocorrência de resíduos de antimicrobianos. Deve-se ressaltar que a redução da presença de resíduos no leite não depende apenas de normas e regulamentos, mas envolve uma orientação aos produtores e aos veterinários para controlar e/ou prevenir os fatores de risco. Assim, os resultados deste estudo irão contribuir para esclarecer alguns ) aspectos importantes para um melhor entendimento da ocorrência de resíduo no leite além do período recomendado para descarte
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.04.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RAIA JÚNIOR, Roberto Bellizia; COSTA, Elisabeth Oliveira da. Fatores fisiológicos, clínicos e farmacológicos, determinantes de resíduos de antomicrobiano no leite, avaliados em protocolos terapêuticos de mastite em bovinos leiteiros. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-31072006-141628/ >.
    • APA

      Raia Júnior, R. B., & Costa, E. O. da. (2006). Fatores fisiológicos, clínicos e farmacológicos, determinantes de resíduos de antomicrobiano no leite, avaliados em protocolos terapêuticos de mastite em bovinos leiteiros. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-31072006-141628/
    • NLM

      Raia Júnior RB, Costa EO da. Fatores fisiológicos, clínicos e farmacológicos, determinantes de resíduos de antomicrobiano no leite, avaliados em protocolos terapêuticos de mastite em bovinos leiteiros [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-31072006-141628/
    • Vancouver

      Raia Júnior RB, Costa EO da. Fatores fisiológicos, clínicos e farmacológicos, determinantes de resíduos de antomicrobiano no leite, avaliados em protocolos terapêuticos de mastite em bovinos leiteiros [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-31072006-141628/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021