Exportar registro bibliográfico

A efetividade da psicoterapia no tratamento da disfunção erétil: revisão sistemática e metanálise (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: MELNIK, TAMARA - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PSE
  • Subjects: DISTÚRBIOS DA FUNÇÃO SEXUAL; ENSAIO CLÍNICO (PESQUISA;PLANEJAMENTO); SEXUALIDADE
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A ereção peniana é determinada por um complexo mecanismo multifatorial, no qual estão envolvidos fatores locais, hormonais, neurológicos, vasculares e psíquicos. Qualquer alteração em um ou mais destes fatores pode levar à disfunção erétil (DE). Dados recentes demonstram que os fatores psicológicos estão envolvidos em um número substancial dos casos de DE, exclusivamente, ou em associação com causas orgânicas. No entanto, em contraste com importantes avanços na pesquisa farmacológica, não existe consenso na literatura especializada em relação aos resultados alcançados com as intervenções psicoterápicas no tratamento da DE. Objetivo: avaliar a efetividade da psicoterapia no tratamento da DE comparado às drogas orais, à injeção local, dispositivos a vácuo e a outras técnicas psicológicas. Tipo de estudo: Revisão sistemática de ensaios clínicos randomizados com metanálises. Local: Centro Cochrane do Brasil / Escola Paulista de Medicina. Estratégia de busca: As seguintes bases de dados foram utilizadas: MEDUNE (1966 a 2006), EMBASE (1980 a 2006), PSYCHOINFO (1974 a 2006), LILACS (1980 a 2006), DISSERTATION ABSTRACTS, registro de ensaios Controlados da COLABORAÇÃO COCHRANE, registro de ensaios controlados do grupo de doenças urológicas da COLABORAÇÃO COCHRANE, lista de referências e comunicação pessoal com especialistas da área. Contato com companhias farmacêuticas e com o primeiro autor de todos os estudos incluídos a fim obter dados complementares emestudos publicados ou em andamento. Busca manual em revistas especializadas desde a primeira edição e contatos com sociedades científicas especializadas complementaram a pesquisa. Seleção dos estudos e análise: Três revisores analisaram independentemente os dados. Para dados dicotômicos foi calculado risco relativo e para os dados contínuos foi calculada a diferença da média ponderada. A presença de heterogeneidade estatística foi avaliada. Resultados: nove ensaios clínicos randomizados e dois quase-randomizados envolvendo 398 homens preencheram os critérios de inclusão. A metanálise que reuniu cinco estudos que compararam a psicoterapia de grupo vs. lista de espera (grupo controle) demonstrou diferença estatisticamente significante a favor da psicoterapia de grupo imediatamente após o término do tratamento (RR 0,37; 95% IC 0,15 a 0,96; n=100; NNT=2 95% IC 0,97 a 4,76). Em relação à técnica, a psicoterapia de grupo focada na sexualidade (RR 0,10; 95% IC 0,02 a 0,40; n=39) demonstrou resultados estatisticamente superiores em relação às demais modalidades (terapia racional emotiva, dessensibilização sistemática e Masters e Jonhsons). Dados obtidos no seguimento dos pacientes seis meses após o término dos tratamentos demonstram manutenção nos resultados obtidos (RR 0,38; 95% IC 0,23 a 0,65; N=37, NNT=2, IC 1,16 a 2,44). Em relação à análise de subgrupos não houve diferença entre idade média, severidade da DE e status conjugal quanto aosresultados da psicoterapia de grupo versus lista de espera. A metanálise que comparou a psicoterapia de grupo associada ao citrato de sildenafil vs. uso exclusivo do citrato de sildenafil revelou diferença estatisticamente significante a favor da psicoterapia de grupo associada ao citrato de sildenafil (RR 0,46, 95% IC 0,24 a 0,88; NNT=4 IC 2 a 16,7 n=71) além de menor taxa de abandono durante o tratamento (RR 0,29, 95% IC 0,09 a 0,93, n=77). Não foi possível detectar diferença estatisticamente significante em relação à psicoterapia comparada à injeção local de drogas vasoativas e ao dispositivo a vácuo. Conclusões: existem evidências acerca da efetividade da psicoterapia de grupo no tratamento da DE. A psicoterapia de grupo focada na sexualidade demonstrou resultados superiores em relação às demais modalidades estudadas. A metanálise que comparou a associação da psicoterapia de grupo ao citrato de sildenafil versus uso exclusivo do citrato de sildenafil revelou diferença estatisticamente significante a favor da psicoterapia de grupo associada ao citrato de sildenafil. Não foi possível detectar diferença estatisticamente significante em relação à psicoterapia comparada à injeção local de drogas vasoativas e o dispositivo a vácuo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.12.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MELNIK, Tamara; NASELLO, Antônia Gladys. A efetividade da psicoterapia no tratamento da disfunção erétil: revisão sistemática e metanálise. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.
    • APA

      Melnik, T., & Nasello, A. G. (2006). A efetividade da psicoterapia no tratamento da disfunção erétil: revisão sistemática e metanálise. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Melnik T, Nasello AG. A efetividade da psicoterapia no tratamento da disfunção erétil: revisão sistemática e metanálise. 2006 ;
    • Vancouver

      Melnik T, Nasello AG. A efetividade da psicoterapia no tratamento da disfunção erétil: revisão sistemática e metanálise. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021