Exportar registro bibliográfico

A campesinidade presente na construção do espaço geográfico da cidade de Cubatão (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, VILMA APARECIDA DA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: AGRICULTURA; URBANIZAÇÃO; MIGRAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo tem o objetivo de analisar a ampla ocorrência de práticas rurais na cidade de Cubatão atualmente. Para tanto, considera o processo de urbanização dessa cidade, iniciado com a industrialização. Nesse sentido, o conceito de campesinidade de Woortmann (1990) assume importância central para a análise do contexto cultural que envolve a realização dessas práticas e o significado que elas apresentam para os sujeitos sociais nelas envolvidos. Cubatão se destacou por muitos anos como local estratégico de ligação entre o planalto e o litoral (Baixada Santista), exercendo a função de porto e posto fiscal. Com a instalação de colonos açorianos em suas terras em 1803, deu-se início a algumas atividades agrícolas no município. A partir da instalação da Estrada de Ferro Santos-Jundiaí, as atividades comerciais entraram em declínio e Cubatão passou a se dedicar à cultura da banana - que se tornou uma importante atividade econômica até 1950, quando a cidade se tornou industrial. A produção agrícola foi drasticamente reduzida, ao passo que a indústria passou a atrair uma grande massa de trabalhadores migrantes, sendo muitos provenientes do campo. O tipo de urbanização advinda dessa industrialização produziu um espaço fragmentado, em sua maioria composto por favelas. A partir da realização de atividades agrícolas, a espacialização do migrante de raiz camponesa revela uma tentativa de apropriação do espaço através da lógica do uso. No entanto, essaprática é atravessada pela racionalidade do capital, através da ação estatal. Esse embate é vivenciado pelo migrante no plano do vivido, onde as insurgências do uso se impõem como o irredutível, não sucumbindo à opressão da equivalência; ou seja, as atividades realizadas por esse sujeito social são praticadas independente de serem permitidas, toleradas, proibidas ou negadas. Dessa forma, a cidade expõe suas contradições relativas à sua forma e seu conteúdo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.12.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Vilma Aparecida da; MARQUES, Marta Inez Medeiros. A campesinidade presente na construção do espaço geográfico da cidade de Cubatão. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-21062007-144525/ >.
    • APA

      Silva, V. A. da, & Marques, M. I. M. (2006). A campesinidade presente na construção do espaço geográfico da cidade de Cubatão. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-21062007-144525/
    • NLM

      Silva VA da, Marques MIM. A campesinidade presente na construção do espaço geográfico da cidade de Cubatão [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-21062007-144525/
    • Vancouver

      Silva VA da, Marques MIM. A campesinidade presente na construção do espaço geográfico da cidade de Cubatão [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-21062007-144525/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021