Exportar registro bibliográfico

O meu paciente tem Aids: o que devo fazer? [resumo] (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: CAPELOZZA, ANA LUCIA ALVARES - FOB
  • Unidade: FOB
  • Subjects: SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA; ODONTOLOGIA CLÍNICA
  • Language: Português
  • Abstract: Sabe-se que, atualmente, existe no mundo cerca de quarenta milhões de contaminados pelo vírus HIV, atingindo todas as classes sociais e não fazendo distinção de gênero. Como profissional da saúde, é importante que o cirurgião-dentista (CD) conheça a doença e saiba como agir diante dela. Porém, o que se vê é que a maioria dos CDs recusa tratamento aos pacientes HIV positivos, seja por preconceito, por medo ou simplesmente por desconhecer a doença. O diagnóstico é relativamente simples, que pode ser feito por meio do exame clínico e complementado com exames laboratoriais. Muitas vezes o paciente não relata estar infectado antes do atendimento odontológico, portanto, o CD deve dar importância a anamnese e estar atento a algumas manifestações bucais associadas à doença, tais como: candidíase oral, leucoplasia pilosa, gengivite e periodontite, GUNA, herpes, varicela Zoster, papiloma virus, estomatite aftosa recorrente, aumento das glândulas salivares e raramente o Sarcoma de Kaposi, que é um sinal patognomônico de um paciente HIV+ que nunca sofreu intervenção médica ou terapêutica. E para proteger o CD da contaminação pelo vírus HIV e outras doenças, como Hepatite B, foram estipuladas pelo Ministério da Saúde as normas de Biossegurança, que devem ser respeitadas em todos os atendimentos odontológicos, considerando todo paciente como um soro-positivo em potencial. Sabe-se que, respeitando-se estas normas, o risco de infecção é muito baixo. Também se faz indispensávelque o CD saiba como proceder diante de um paciente HIV+, tratando-o ou, no mínimo, encaminhando-o. De acordo com o Conselho Federal de Odontologia, todos têm o direito ao tratamento e todo o CD que esteja Legalmente apto a exercer a profissão pode realizar um atendimento odontológico. Portanto, o CD está apto a atender o paciente HIV+, e tem a obrigação moral e social de oferecer um tratamento mais digno a estes pacientes
  • Imprenta:
  • Source:
    • Título do periódico: PET Informa
    • Volume/Número/Paginação/Ano: v. 18, n. 1-2, p. 61, jan./dez. 2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FUJIWARA, Cristiane Rumi; SANTIAGO JÚNIOR, Joel Ferreira; CAPELOZZA, Ana Lúcia Álvares. O meu paciente tem Aids: o que devo fazer? [resumo]. PET Informa, Bauru, v. 18, n. ja/dez. 2005, p. 61, 2005.
    • APA

      Fujiwara, C. R., Santiago Júnior, J. F., & Capelozza, A. L. Á. (2005). O meu paciente tem Aids: o que devo fazer? [resumo]. PET Informa, 18( ja/dez. 2005), 61.
    • NLM

      Fujiwara CR, Santiago Júnior JF, Capelozza ALÁ. O meu paciente tem Aids: o que devo fazer? [resumo]. PET Informa. 2005 ; 18( ja/dez. 2005): 61.
    • Vancouver

      Fujiwara CR, Santiago Júnior JF, Capelozza ALÁ. O meu paciente tem Aids: o que devo fazer? [resumo]. PET Informa. 2005 ; 18( ja/dez. 2005): 61.


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020