Exportar registro bibliográfico

Mecanismos para a obtenção da autocomposição civil e penal (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: CARDOSO FILHO, PETRONIO CALMON ALVES - FD
  • Unidade: FD
  • Sigla do Departamento: DPC
  • Subjects: SOLUÇÃO DE CONFLITO; TUTELA JURISDICIONAL; RENÚNCIA DO PROCESSO; ARBITRAGEM; MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: A existência da norma jurídica não é suficiente para a pacificação social, sendo natural o surgimento de conflitos nas relações humanas. Em contrapartida, são desenvolvidos meios para a solução dos conflitos. O conflito pode ser resolvido pela autotutela, que se caracteriza pela imposição de uma das partes, geralmente mais forte, agindo egoisticamente em relação à outra; pela autocomposição, que se realiza por acordo entre as partes, que cedem total ou parcialmente; ou pela tutela jurisdicional, que se caracteriza pela atividade de um terceiro imparcial que resolve o conflito impondo a solução que entender adequada ao ordenamento jurídico vigente. A autocomposição resolve o conflito de forma mais profunda e duradoura, sendo mais indicada quando o conflito surge dentro em meio a relações continuadas. A restauração da paz social é melhor e mais amplamente atingida quando a solução do conflito se dá por obra dos próprios conflitantes. A autocomposição pode produzir resultados de três naturezas: um só dos envolvidos no conflito abre mão da totalidade de sua pretensão (renúncia); ou o outro envolvido deixa ou cessa de resistir (submissão); ou há concessões recíprocas e os dois envolvidos abrem mão de parte do que alegam ser seu direito (transação). A autocomposição é obtida informalmente por meio de simples contato entre os envolvido ou em decorrência de mecanismos coordenados, que auxiliam, incentivam e facilitam a que os próprios envolvidos no conflitocheguem a uma solução de consenso. São diversos os mecanismos conhecidos, cada um atuando por método próprio. Dentre eles, os mais praticados são a negociação, a mediação, e a conciliação. Deve ser desenvolvida uma política nacional de incentivo aos mecanismos para obtenção da autocomposição, sendo importante conhecer, distinguir e desenvolver os mecanismos adequados, de forma a torná-los acessíveis a todos, promovendo sua disseminação em todo o país e cuidando (Continua...) ) para que se estruturem de maneira adequada e eficaz. A política que se propõe deve ser desenvolvida pelo Poder Executivo da União, com participação de todos os demais seguimentos públicos e particulares. Sendo, todavia, um serviço público, deve considerar os diversos aspectos inerentes aos demais serviços desse setor, tais como: resultar de pesquisa e debates, com vistas ao conhecimento profundo da situação crítica, e, sobretudo, das técnicas e métodos que serão adotados; definir prioridade; definir os papéis que devem ser desempenhados pelos diversos seguimentos; definir cada um dos mecanismos e sua aplicabilidade específica; elaboração e aprovação das leis necessárias, prevendo experiências e adaptações futuras; iniciar com um projeto piloto, acompanhado de pesquisas e relatórios qualitativos; inclusão do tema nos cursos jurídicos e de outras áreas afins; difusão e ampliação; avaliação periódica e atualização legislativa
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.06.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CALMON FILHO, Petrônio; GRINOVER, Ada Pellegrini. Mecanismos para a obtenção da autocomposição civil e penal. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.
    • APA

      Calmon Filho, P., & Grinover, A. P. (2005). Mecanismos para a obtenção da autocomposição civil e penal. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Calmon Filho P, Grinover AP. Mecanismos para a obtenção da autocomposição civil e penal. 2005 ;
    • Vancouver

      Calmon Filho P, Grinover AP. Mecanismos para a obtenção da autocomposição civil e penal. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021