Exportar registro bibliográfico

As bases moleculares das hipercolesterolemias familiares no Brasil: o Rio Grande do Sul (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: WERUTSKY, CARLOS ALBERTO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: HIPERCOLESTEROLEMIA; FAMÍLIA; MUTAÇÃO GENÉTICA
  • Language: Português
  • Abstract: A hipercolesterolemia familiar (HF) é uma doença autossômica dominante causada por mutações no gene do receptor de LDL (LDLR), que alteram parcialmente ou totalmente a função do LDLR. A HF é também uma das doenças genéticas mais comuns com freqüências estimadas de heterozigotos e homozigotos de 1/500 e 1/1.000.000, respectivamente. Manifesta-se com altos níveis de LDL colesterol, arco corneal, xantomas tendíneos e sintomas prematuros de doença coronariana.. A grande heterogeneidade observada na manifestação clínica desta doença pode ser explicada, ao menos parcialmente, pelo amplo espectro de mutações no gene do LDLR. O presente estudo teve por objetivo a caracterização molecular do gene LDLR em pacientes com HF do Rio Grande do Sul (RS), Brasil. Para isso, foram obtidas amostras de DNA de 40 indivíduos provenientes de cinco macrorregiões do Estado, representando seis diferentes populações de ascendência européia, para a realização do seqüenciamento direto do gene do LDLR, com posterior análise por meio das ferramentas de bioinformática. Quinze mutações pontuais foram identificadas no gene do LDLR, a saber: c.408C>T (D115D), c.1616C>T (P518L), c.1773C>T (N570N) e c.2243A>G (D727G) na região codificadora, IVS6+ 36G> A, IVS6+ 171 G> A, IVS 11 +56C>T, IVS 11-69G>T, IVS 11-55A>C, IVSI5-136A>G, IVSI6+46C>T e IVS17-42A>G na região intrônica, e *52G>A, *105T>G e * 141 G> A na região 3' -UTR. Destas, oito ainda não foram descritas na literatura (três situadas nosexons, quatro nos introns e uma na região 3'-UTR). A mutação *52G>A foi previamente identificada em pacientes com HF da região Sudeste do Brasil, sugerindo que possa exercer um importante efeito na patogênese da HF em pacientes brasileiros. Em relação às macrorregiões do RS, os portugueses, italianos e espanhóis apresentaram o maior número de mutações dentre os grupos étnicos analisados. Assim, os resultados obtidos confirmam que existe um amplo de espectro ) de mutações no gene do LDLR. As mutações nas regiões intrônicas precisam ser investigadas sobre seu efeito potencial no desenvolvimento de HF. Considerando que este é o primeiro estudo que teve por objetivo a caracterização molecular de pacientes com HF no RS, novos estudos que visem a elucidação das bases moleculares da HF devem ser realizados, a fim de obter uma melhor caracterização genética desta doença no Brasil
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.10.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      WERUTSKY, Carlos Alberto; SANTOS, José Ernesto dos. As bases moleculares das hipercolesterolemias familiares no Brasil: o Rio Grande do Sul. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17138/tde-01082007-105409/ >.
    • APA

      Werutsky, C. A., & Santos, J. E. dos. (2006). As bases moleculares das hipercolesterolemias familiares no Brasil: o Rio Grande do Sul. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17138/tde-01082007-105409/
    • NLM

      Werutsky CA, Santos JE dos. As bases moleculares das hipercolesterolemias familiares no Brasil: o Rio Grande do Sul [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17138/tde-01082007-105409/
    • Vancouver

      Werutsky CA, Santos JE dos. As bases moleculares das hipercolesterolemias familiares no Brasil: o Rio Grande do Sul [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17138/tde-01082007-105409/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021