Exportar registro bibliográfico

Energia elétrica e políticas públicas: a experiência do setor elétrico brasileiro no período de 1934 a 2005 (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: LANDI, MÔNICA - ENERGIA
  • Unidade: ENERGIA
  • Subjects: ENERGIA ELÉTRICA; POLÍTICAS PÚBLICAS
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho investiga a viabilidade econômica da instalação de um sistema de 3 kWp, conectada à rede elétrica de baixa tensão no Laboratório de Sistemas de Fotovoltaicos do Instituto de Eletrotécnica e Energia - Universidade de São Paulo, LSF-IEE/USP. Considerando que a barreira técnica para a disseminação dessa forma de produção de energia elétrica de maneira descentralizada já foi superada, estudar as barreiras econômicas poderá auxiliar na propagação dessa tecnologia no país. A questão da busca de fontes alternativas e renováveis de produção de energia elétrica, que não ocasionem graves problemas ambientais, há muito deixou de ser um sonho de idealistas. Já é uma realidade concreta e confiável, sendo visível em muitos países. Hoje em dia, é possível encontrar os aerogeradores espalhados pelos campos e orlas de vários países, além dos telhados fotovoltaicos em várias edificações de diversos centros urbanos dos países mais ricos do mundo gerando eletricidade limpa. No Brasil, a tecnologia fotovoltaica ainda não conseguiu superar sua principal barreira, a econômica, pois a energia gerada pelos módulos fotovoltaicos continua possuindo um custo muito superior à gerada pelas hidrelétricas, principal fonte da matriz elétrica nacional. Esse custo elevado também está presente em outros países como a Espanha e a Alemanha, com matrizes energéticas diversas da brasileira, sendo que isso não se constituiu em fator impeditivo para que nesses países se desenvolvesse umforte mercado fotovoltaico. Isso se deve à adoção de programas de incentivos que os governos locais deram para o crescimento da indústria e depois para os consumidores.Comparando os dados coletados neste estudo com a realidade dos países citados, este trabalho mostra que a produção de eletricidade fotovoltaica, mesmo considerando suas vantagens e seus benefícios, só se tornará viável e encontrará um ambiente favorável para sua expansão no país se forem concedidos incentivos para que a indústria fotovoltaica se desenvolva e se houver o pagamento de subsídios para que o consumidor tenha interesse em investir nesse tipo de produção de energia elétrica. O valor do subsídio calculado, visando apenas recompor o investimento inicial, é de R
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.10.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LANDI, Mônica; BERMANN, Célio. Energia elétrica e políticas públicas: a experiência do setor elétrico brasileiro no período de 1934 a 2005. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-10112011-102906/pt-br.php >.
    • APA

      Landi, M., & Bermann, C. (2006). Energia elétrica e políticas públicas: a experiência do setor elétrico brasileiro no período de 1934 a 2005. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-10112011-102906/pt-br.php
    • NLM

      Landi M, Bermann C. Energia elétrica e políticas públicas: a experiência do setor elétrico brasileiro no período de 1934 a 2005 [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-10112011-102906/pt-br.php
    • Vancouver

      Landi M, Bermann C. Energia elétrica e políticas públicas: a experiência do setor elétrico brasileiro no período de 1934 a 2005 [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-10112011-102906/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021