Exportar registro bibliográfico

Possível participação das metaloproteinases nas aterações vasculares induzidas pela exposição crônica ao chumbo (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: RIZZI, ÉLEN Sanchez - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFA
  • Subjects: METALOPROTEINASES; CHUMBO (EXPOSIÇÕES); FARMACOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A exposição crônica a baixos níveis de chumbo tem sido considerada um fator de risco para doenças cardiovasculares. Muitos estudos têm mostrado que o chumbo poderia promover alterações cardiovasculares pelo aumento de espécies reativas do oxigênio, diminuição do óxido nítrico e outras substâncias vasodilatadores e aumento de substâncias vasoconstrictoras como noradrenalina e endotelina. As metaloproteinases (MMPs) são enzimas envolvidas na degradação da matriz extracelular. Importante participação das MMP-2 e MMP-9 em várias doenças cardiovasculares e neoplásicas foi demonstrada. Recentemente foi descrita a possível participação da MMP-2 no processo de disfunção endotelial envolvendo a degradação de peptídeos vasodilatadores e um aumento na atividade de peptídeos vasoconstrictores. Assim sendo, nós investigamos a participação das MMPs em possíveis alterações vasculares induzida por tratamento crônico com chumbo (30ppm e 90ppm) em ratos Wistar. Somente o tratamento com 90ppm de chumbo (grupo Pb90) promoveu um aumento na pressão arterial sistólica (PAS) dos ratos em relação à medida basal deste mesmo grupo (P<0,005). Além disso, foi observado um aumento na atividade da MMP-2 em aortas dos ratos do grupo Pb90 (P<0,05). Devido a este resultado, foi feito um novo estudo com 4 grupos de animais: (1) controle, (2) Pb90: Pb 90 ppm de chumbo, (3) D: tratados com doxiciclina e (4) D-Pb90: Pb90 co-tratados com doxiciclina. Novamente, o tratamento com 90ppm de chumboinduziu um aumento na PAS (P<0;05), sendo que o co-tratamento com doxiciclina impediu o aumento de pressão arterial induzido pelo chumbo (grupo D-b90, P<0,001). Em relação à reatividade vascular e à estrutura vascular da aorta dos ratos dos 4 grupos, não foram observadas diferenças significativas entre os grupos. Conjuntamente, podemos sugerir que o aumento na pressão arterial sistólica associada à exposição a baixa concentração de chumbo pode envolver ) a participação das metaloproteinases, porém não através de alterações vasculares
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.09.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANCHEZ, Élen Rizzi; GERLACH, Raquel Fernanda. Possível participação das metaloproteinases nas aterações vasculares induzidas pela exposição crônica ao chumbo. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Sanchez, É. R., & Gerlach, R. F. (2006). Possível participação das metaloproteinases nas aterações vasculares induzidas pela exposição crônica ao chumbo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Sanchez ÉR, Gerlach RF. Possível participação das metaloproteinases nas aterações vasculares induzidas pela exposição crônica ao chumbo. 2006 ;
    • Vancouver

      Sanchez ÉR, Gerlach RF. Possível participação das metaloproteinases nas aterações vasculares induzidas pela exposição crônica ao chumbo. 2006 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021