Exportar registro bibliográfico

Análise vocal de coristas de diferentes classificações vocais (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: TELES, LIDIA CRISTINA DA SILVA - FOB
  • Unidade: FOB
  • Subjects: VOZ (CLASSIFICAÇÃO); CORAL (MÚSICA); FONOAUDIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: É cada vez mais intensa a atuação fonoaudiológica em conjunto a cantores de diferentes gêneros musicais, proporcionando melhor qualidade vocal e noções de saúde vocal. Coristas são cantores que atuam em corais, amadores ou profissionais, que têm a voz como importante instrumento de comunicação. Assim sendo, este trabalho tem por objetivo analisar os dados de qualidade vocal de coristas de diferentes classificações vocais. Participaram 44 integrantes de um coral profissional da cidade de Bauru, São Paulo, sendo 16 homens e 28 mulheres, com idades variando entre 19 e 75 anos (mediana=54 anos). Segundo a regente, as vozes do coral classificam-se em: 8 sopranos, 20 mezzo-sopranos, 4 tenores, 7 barítonos e 5 baixos. Realizou-se a análise perceptiva da voz em sala acusticamente, tratada do laboratório de voz da clinica de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru, Universidade de São Paulo. Foram observados os seguintes parâmetros: dinâmica respiratória, qualidade, pitch, loudness, e ressonância vocais. Quanto à dinâmica respiratória, analisada durante o repouso, apresentaram tipo respiratório completo 7 (88%) sopranos, 20 (100%) mezzo-sopranos, 4 (100%) tenores, 6 (86%) barítonos e 5 (100%) baixos; superior apenas 1 (12%) soprano. Modo nasal: 8 (100%) sopranos, 19 (95%) mezzo-sopranos, 4 (100%) tenores, 7 (100%) barítonos e 5 (100%) baixos; oronasal apenas 1 (5%) mezzo-soprano. Durante conversação, observou-se coordenação pneumofonoarticulatória adequada paratodos os participantes. Por meio de amostra de fala espontânea, em relação à qualidade vocal, a mesma foi classificada como neutra para 6 (75%) sopranos, 16 (60%) mezzo-sopranos, 4 (100%) tenores, 5 (71%) barítonos e 3 (60%) baixos; e levemente rouca para 2 (25%) sopranos, 8 (40%) mezzo-sopranos, 2 (29%) barítonos e 2 (30%) baixos. Pitch adequado para 8 (100%) sopranos, 18 (90%) mezzo-sopranos, 4 (100%) tenores, 5 (71%) barítonos e 5 (100%) baixos; ) grave apenas para 2 (10%) mezzo-sopranos e 2 (29%) barítonos. Loudness adequada para 8 (100%) sopranos, 19 (95%) mezzo-sopranos, 3 (75%) tenores, 7 (100%) barítonos e 5 (100%) baixos; e aumentado para apenas 1 (5%) mezzo-soprano e 1 (25%) tenor. A ressonância foi considerada adequada para todos os participantes. Constatou-se baixo índice de alterações vocais, podendo estar relacionado aos conhecimentos que os mesmos possuem em relação à saúde e técnica vocal
  • Imprenta:
  • Source:
    • Título do periódico: Anais
  • Conference titles: Jornada Fonoaudiológica de Bauru

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAMARGO, Thatiana Francisco de; BARBOSA, Daniela Aparecida; TELES-MAGALHÃES, Lídia Cristina. Análise vocal de coristas de diferentes classificações vocais. Anais.. Bauru: FOB-USP, 2006.
    • APA

      Camargo, T. F. de, Barbosa, D. A., & Teles-Magalhães, L. C. (2006). Análise vocal de coristas de diferentes classificações vocais. In Anais. Bauru: FOB-USP.
    • NLM

      Camargo TF de, Barbosa DA, Teles-Magalhães LC. Análise vocal de coristas de diferentes classificações vocais. Anais. 2006 ;
    • Vancouver

      Camargo TF de, Barbosa DA, Teles-Magalhães LC. Análise vocal de coristas de diferentes classificações vocais. Anais. 2006 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021