Exportar registro bibliográfico

Estimação da magnitude dos descritores efetivos de dor por médicos, enfermeiros e pacientes do Serviço de Oncologia: um enfoque da psicofísica clínica (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: MENEZES, CATARINA NÍVEA BEZERRA - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: PSICOFÍSICA; PSICOBIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Os objetivos deste estudo experimental foram: validar a escala psicofisica de percepção da linguagem; escalonar a intensidade de dor associada a cada um dos descritores objetivando verificar a consistência (fidedignidade) destes descritores, ou seja, se os descritores são compreendidos da mesma maneira entre os pacientes (concordância intersubjetiva) e entre pacientes e médicos (ou seja, se a informação dada pelo descritor chega a quem pode empregá-Io para tratar da dor); comparar os julgamentos realizados por profissionais da saúde, com os julgamentos realizados por pacientes. Os descritores de dor foram investigados através de métodos psicofisicos escalares. O método foi utilizado em um único Experimento: método de estimação de categoria e estimação de magnitude. Os resultados obtidos foram: 1) os descritores que melhor descrevem o primeiro grupo de colaboradores (Serviço de Oncologia Ginecológica) a dor para os profissionais da saúde: dilacerante, aguda e lancinante e para os pacientes são: cortante e escaldante; 2) os descritores que melhor descrevem o segundo grupo de participantes (serviço de Oncologia Pediátrica) a dor para os profissionais da saúde são: dilacerante, aguda e escaldante e para os pacientes são: escaldante, compressora, obstinada e lancinante; 3) a correlação Spearman na estimativa de categoria, demonstra que existe uma alta correlação entre médicos ginecológicos e pediátricos e quatro correlações moderadas entre médicos e enfermeirasginecológicas; enfermeiras ginecológicas e pediátricas; enfermeiras ginecológicas com médicos pediátricos e médicos e enfermeiras pediátricas; 4) a correlação de Spearman na estimativa de magnitude foi verificado que existe uma alta correlação entre médicos ginecológicos e pediátricos. Também foram encontradas cinco correlações moderadas entre médicos e enfermeiras ginecológicas; médicos ginecológicos com enfermeiras pediátricas; enfermeiras ginecológicas com pediátricas; pacientes ginecológicos com pediátricos e médicos com enfermeiras pediátricos; 9) a análise correlacional sugere que as magnitudes dos diferentes descritores associadas ao desprazer da dor julgada por pacientes diferem daquelas efetuadas por diferentes profissionais da saúde
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.09.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MENEZES, Catarina Nívea Bezerra; SILVA, José Aparecido. Estimação da magnitude dos descritores efetivos de dor por médicos, enfermeiros e pacientes do Serviço de Oncologia: um enfoque da psicofísica clínica. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Menezes, C. N. B., & Silva, J. A. (2006). Estimação da magnitude dos descritores efetivos de dor por médicos, enfermeiros e pacientes do Serviço de Oncologia: um enfoque da psicofísica clínica. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Menezes CNB, Silva JA. Estimação da magnitude dos descritores efetivos de dor por médicos, enfermeiros e pacientes do Serviço de Oncologia: um enfoque da psicofísica clínica. 2006 ;
    • Vancouver

      Menezes CNB, Silva JA. Estimação da magnitude dos descritores efetivos de dor por médicos, enfermeiros e pacientes do Serviço de Oncologia: um enfoque da psicofísica clínica. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021