Exportar registro bibliográfico

Análise enantiosseletiva da mefloquina em plasma: avaliação da técnica de microextração em fase líquida (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: MAGALHÃES, IGOR RAFAEL DOS SANTOS - FCFRP
  • Unidade: FCFRP
  • Subjects: CONTROLE DE MEDICAMENTOS E ENTORPECENTES; ANÁLISE TOXICOLÓGICA
  • Language: Português
  • Abstract: A mefloquina (MQ), fármaco utilizado na profilaxia e tratamento da malária ocasionada por Plasmodium falciparum resistente à cloroquina, é comercializada na forma racêmica. Apresenta disposição cinética estereosseletiva e ação farmacológica diferencial entre os enantiômeros. A maioria dos métodos analíticos desenvolvidos para análise do fármaco em plasma utiliza como técnicas de preparação das amostras, a extração líquido-líquido ou a extração em fase sólida. Por outro lado, a microextração em fase líquida (LPME), técnica recentemente desenvolvida, pode oferecer resultados bastante satisfatórios para amostras complexas, como fluidos biológicos. Portanto, o presente trabalho teve por finalidade o desenvolvimento e validação de um método analítico empregando a cromatografia líquida de alta eficiência com fases estacionárias quirais juntamente com a LPME para a análise enantiosseletiva da MQ em plasma. Empregando-se a coluna Chiralpak AD com fase móvel constituída por hexano/etanol/DEA (97:3:0,05, v/v/v), obteve-se a separação dos enantiômeros da MQ, com tempos de retenção reduzidos e resolução apropriada. Utilizando-se uma membrana capilar de polipropileno, juntamente com éter diexílico (fase orgânica) e ácido perclórico 10 mmol L?¹ (fase aceptora) como componentes do sistema de três fases, obteve-se excelente isolamento dos interferentes endógenos aliado a um enriquecimento satisfatório dos analitos, sendo então possível a validação do métododesenvolvido. A metodologia otimizada apresentou linearidade satisfatória no intervalo de 50 - 1500 ng mL?¹ com coeficientes de determinação > 0,998 para ambos enantiômeros. Os valores de recuperação absoluta de (-)-(SR)-MQ e (+)-(RS)-MQ foram 33,2% e 35,0%, respectivamente. Precisão e exatidão, avaliadas por estudos intra-ensaio e interensaio, foram < 15% para ambos enantiômeros. Além disso, não foram observadas racemização ou degradação do fármaco durante a preparação ) das amostras e análise cromatográfica. Posteriormente, o método desenvolvido e validado foi aplicado em um estudo-piloto de disposição cinética em ratos. Verificou-se que a disposição cinética da MQ em ratos foi estereosseletiva, já que maiores concentrações de (+)-(RS)-MQ foram obtidas em todos os tempos de análise avaliados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.07.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MAGALHÃES, Igor Rafael dos Santos; BONATO, Pierina Sueli. Análise enantiosseletiva da mefloquina em plasma: avaliação da técnica de microextração em fase líquida. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-21052007-102053/ >.
    • APA

      Magalhães, I. R. dos S., & Bonato, P. S. (2006). Análise enantiosseletiva da mefloquina em plasma: avaliação da técnica de microextração em fase líquida. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-21052007-102053/
    • NLM

      Magalhães IR dos S, Bonato PS. Análise enantiosseletiva da mefloquina em plasma: avaliação da técnica de microextração em fase líquida [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-21052007-102053/
    • Vancouver

      Magalhães IR dos S, Bonato PS. Análise enantiosseletiva da mefloquina em plasma: avaliação da técnica de microextração em fase líquida [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-21052007-102053/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021