Exportar registro bibliográfico

Estudo estrutural e eletro-óptico da fase B2 de materiais com moléculas banana (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: PEDREIRA, ALINE MOOJEN - IF
  • Unidade: IF
  • Sigla do Departamento: FEP
  • Subjects: FÍSICA DA MATÉRIA CONDENSADA; CRISTAIS LÍQUIDOS; DIFRAÇÃO POR RAIOS X; FÍSICA DO ESTADO LÍQUIDO
  • Language: Português
  • Abstract: Com base em resultados de DSC, análise estrutural por difração de raios X e observações de textura, analisamos os efeitos da mistura do solvente apolar hexadecano com cristais líquidos formados pelas moléculas banana 1,3-fenilenobis[4-(4-tetradecilfeniliminometil)benzoato] (MB14) e 4-cloro-1,3-fenilenobis[4-(4-tetradecil-feniliminometil)benzoato] (MB14Cl). Propusemos um modelo estrutural para explicar as modificações causadas no arranjo molecular da fase "B IND.2" pelo acréscimo gradual do solvente. Observamos a diminuição da temperatura de transição entre esta fase e a fase isotrópica, porém a transição entre a fase "B IND.2" e a fase a temperaturas mais baixas não sofre alteração significativa. Para concentrações em massa de hexadecano de 45 % no MB14 e de 55 % no MB14Cl, a fase "B IND.2" já não é mais observada. Para o MB14Cl, resultados de difração de raios X revelaram que as moléculas de hexadecano penetram entre as camadas esméticas, aumentando a distância intercamada em torno de 3 Å. Acima de 5 % de concentração do solvente, o aumento da distância intercamada satura e ocorre segregação de fases em escala nanométrica. O comportamento da fase "B IND.2" sob a ação de um campo elétrico variável também foi analisado para o MB14 puro. Apresentamos um modelo para a linha de base do sinal de corrente de polarização, que leva em conta a não linearidade da condutividade para valores altos de campo aplicado, devido à movimentaçãoiônica na amostra. Para o cálculo da viscosidade, consideramos a não linearidade da constante dielétrica com o campo aplicado, e adaptamos outro modelo, inicialmente utilizado para cristais líquidos ferroelétricos sob a ação de um campo quadrado, para o caso de um cristal líquido antiferroelétrico sob um campo triangular. Quanto aos dois tipos de arranjo molecular da fase "B IND.2", o arranjo homoquiral se mostrou bem mais estável que o racêmico, mesmo sob aplicação de campo triangular, ) quando este último é inicialmente favorecido. O arranjo racêmico se apresentou mais viscoso que o arranjo homoquiral, contrariando nossas previsões
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.08.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEDREIRA, Aline Moojen; FIGUEIREDO NETO, Antônio Martins. Estudo estrutural e eletro-óptico da fase B2 de materiais com moléculas banana. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43134/tde-20102006-121009/ >.
    • APA

      Pedreira, A. M., & Figueiredo Neto, A. M. (2006). Estudo estrutural e eletro-óptico da fase B2 de materiais com moléculas banana. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43134/tde-20102006-121009/
    • NLM

      Pedreira AM, Figueiredo Neto AM. Estudo estrutural e eletro-óptico da fase B2 de materiais com moléculas banana [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43134/tde-20102006-121009/
    • Vancouver

      Pedreira AM, Figueiredo Neto AM. Estudo estrutural e eletro-óptico da fase B2 de materiais com moléculas banana [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43134/tde-20102006-121009/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020