Exportar registro bibliográfico

Avaliação clínica histológica e histomorfométrica de alvéolos dentários de cães preenchidos com biovidro ou biosilicato®, que posteriormente receberam implantes osseointegráveis (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: RORIZ, VIRGILIO MOREIRA - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 805
  • Subjects: IMPLANTODONTIA; BIOMATERIAIS (AVALIAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo foi desenvolvido com o intuito principal de comparar clínica, histológica e histomorfometricamente a resposta tecidual dos alvéolos após exodontia, preenchidos ou não com Biogran® ou Biosilicato®. Para tanto, foram utilizados seis cães, que tiveram os pré-molares bilaterais mandibulares extraídos e seus respectivos alvéolos preenchidos ou não com esses biomateriais. Após as exodontias, foram feitas medidas da altura e largura dos rebordos alveolares. Os retalhos foram tracionados coronariamente e suturados. Depois de 12 semanas, foi realizada nova cirurgia, para as medidas finais nos rebordos alveolares e para realização de três biópsias ósseas nos rebordos com trefina, para análise histológica do tecido neoformado. Em seguida, foram colocados, bilateralmente, três implantes de titânio (Ti) nas perfurações realizadas com trefina, após preparo com brocas específicas. Passadas 8 semanas, os cães foram sacrificados e foi feita análise histomorfomértica da interface implante- Ti/tecido novo. Os resultados mostraram diferença estatística após Análise de Variância, adotando-se nível de significância de 5%, em relação à altura do rebordo alveolar sendo o grupo Biogran.= Biosilicato > Controle. Entre os demais parâmetros clínico (espessura) e histométricos não foi observada diferença estatística. Em relação aos parâmetros clínicos, os valores médios e os desvios-padrão encontrados foram os seguintes para altura do rebordo: para o Grupo Biogran,houve um ganho médio de 0,17 ± 1,34mm; Grupo Biosilicato, houve um ganho médio de 0,34 ± 1,48mm e para o Grupo Controle houve uma perda média em altura de 1,17 ± 0,93mm. Em relação à espessura: Grupo Biogran, houve uma perda média de 0,66 ± 1,37mm; para o Grupo Biosilicato houve uma perda média de 0,50mm ± 1,38mm; para o Grupo Controle a perda média foi de 1,16 ± 0,93mm. Em relação às características histológicas tanto das biópsias quanto do novo tecido em contato com os implantes de titânio, essas mostraram se bastante semelhantes entre o grupo Biosilicato e o grupo Biogran, no entanto, com uma ligeira tendência de substituição por novo osso mais rápida para o Biogran em relação ao Biosilicato. Além disso, observaram-se vários espécimes dos grupos testes com respostas histológicas muito similares aos sítios que não receberam biomaterial (controle). Os valores médios histométricos com os desvios-padrão das medidas lineares de contato osso/implante estão em porcentagens e foram os seguintes: para Biogran 52,7 ± 16,3% (variando entre 29,6 e 73,7%); para Biosilicato 41,1 ± 21,5% (variando entre 6,76 e 78,4%) e para o Controle 49,8 ± 18,9% (variando entre 19,4 e 80,4%). Em relação às porcentagens das médias das áreas adjacentes às superfícies: para o Biogran 67,7 ± 15% (variando entre 40,0 e 88,2%); para o Biosilicato 58,9 ± 20,5% (variando entre 25,8 e 83,5%) e para o grupo Controle 63,0 ± 24,5% (variando entre 13,6 e 92,0%). As porcentagens dasmédias das áreas à distância da superfície do implante foram: para o Biogran 47,6 ± 24,2% (variando entre 0,0 e 75,5%); para o Biosilicato foi de 41,2 ± 25% (variando entre 0,0 e 71 %) e para o grupo Controle foi de 46,6 ± 25,8% (variando entre 0,0 e 83%). Pelos achados desse estudo, pôde-se concluir que em relação aos parâmetros clínicos, ambos os biomateriais (Biogran® e Biosilicato®) favoreceram o aumento em altura dos rebordos alveolares e com comportamentos semelhantes em espessura, quando comparados ao Controle. E ainda, após as análises histológica e histomorfométrica, os biomateriais pareceram ser alternativas seguras quando a intenção foi a regeneração óssea prévia à colocação de implantes osseointegráveis, mostrando respostas semelhantes entre os grupos, em relação ao contato osso/implante-Ti
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.09.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RORIZ, Virgílio Moreira; PANZERI, Heitor. Avaliação clínica histológica e histomorfométrica de alvéolos dentários de cães preenchidos com biovidro ou biosilicato®, que posteriormente receberam implantes osseointegráveis. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Roriz, V. M., & Panzeri, H. (2006). Avaliação clínica histológica e histomorfométrica de alvéolos dentários de cães preenchidos com biovidro ou biosilicato®, que posteriormente receberam implantes osseointegráveis. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Roriz VM, Panzeri H. Avaliação clínica histológica e histomorfométrica de alvéolos dentários de cães preenchidos com biovidro ou biosilicato®, que posteriormente receberam implantes osseointegráveis. 2006 ;
    • Vancouver

      Roriz VM, Panzeri H. Avaliação clínica histológica e histomorfométrica de alvéolos dentários de cães preenchidos com biovidro ou biosilicato®, que posteriormente receberam implantes osseointegráveis. 2006 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021