Exportar registro bibliográfico

Avaliação da biocompatibilidade in vitro e da resposta óssea a três composições químicas da cerâmica vidro fluorcanasite implantadas em fêmur de coelhos (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: LIPORACI JUNIOR, JORGE LUIZ JACOB - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 806
  • Subjects: OSSEOINTEGRAÇÃO; CIRURGIA BUCOMAXILOFACIAL
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo do presente estudo foi avaliar a biocompatibilidade in vitro e a resposta óssea a três cerãmicas de vidro fluorcanasite, com diferentes composições químicas e diferentes solubilidades após implantação no modelo de fêmur de coelhos. Células de osso alveolar humano foram cultivadas em discos de cerâmicas de vidro fluorcanasite e bioglass 45S5 (controle) e foram avaliadas a adesão celular, proliferação e viabilidade celular, conteúdo de proteína total; atividade de fosfatase alcalina (ALP) e formação de nódulos de matriz mineralizada. Cilindros de cerâmicas de vidro fluorcanasite e bioglass 45S5 foram implantados em fêmur de coelhos. Implantes foram obtidos em 8, 12 e 16 semanas e processados para microscopia de luz. Todas as formulações avaliadas da cerâmica de vidro fluorcanasite e bioglass foram biocompatíveis considerando que elas permitiram a adesão, proliferação e viabilidade celular com ausência de efeitos tóxicos. Foi observada semelhante resposta celular em todas as formulações de fluorcanasite avaliadas. A adesão celular e o número de células não foram afetados pela composição química, mas foram afetados pelo período de cultura. A viabilidade celular, o conteúdo de proteína total e a atividade de fosfatase alcalina não foram afetados pela composição química e foram afetados pelo período de cultura. Formação de nódulos de matriz mineralizada foi maior no bioglass que em todas as composições de fluorcanasite, tanto em 14 como 21 dias. Oprocesso de formação de nódulos de matriz mineralizada aumentou com o tempo, sendo maior em 21 dias. O contato osso/implante foi afetado pelas composições químicas dos materiais (bioglass > K3 >K5 > K8; P = 0,0001). Todas as formulações da cerâmica de vidro fluorcanasite avaliadas pareceram degradar no ambiente biológico. Bioglass 45S5 apresentou melhor resposta óssea que todos os materiais avaliados em todos os períodos. A variação da solubilidade não alterou significantemente a resposta biológia in vitro e in vivo da fluorcanasite. Modificação da composição química da cerâmica de vidro de fluorcanasite é necessária para melhorar a sua biocompatibilidade in vitro e aumentar a estabilidade do material in vivo. A substituição de sódio por cálcio ou a incorporação de fosfato pode aumentar a biocompatibilidade do sistema canasite
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.05.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIPORACI JUNIOR, Jorge Luiz Jacob; BARROS, Valdemar Mallet da Rocha. Avaliação da biocompatibilidade in vitro e da resposta óssea a três composições químicas da cerâmica vidro fluorcanasite implantadas em fêmur de coelhos. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Liporaci Junior, J. L. J., & Barros, V. M. da R. (2006). Avaliação da biocompatibilidade in vitro e da resposta óssea a três composições químicas da cerâmica vidro fluorcanasite implantadas em fêmur de coelhos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Liporaci Junior JLJ, Barros VM da R. Avaliação da biocompatibilidade in vitro e da resposta óssea a três composições químicas da cerâmica vidro fluorcanasite implantadas em fêmur de coelhos. 2006 ;
    • Vancouver

      Liporaci Junior JLJ, Barros VM da R. Avaliação da biocompatibilidade in vitro e da resposta óssea a três composições químicas da cerâmica vidro fluorcanasite implantadas em fêmur de coelhos. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021