Exportar registro bibliográfico

Trajetória de vida e docência: construindo identidades (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: NOGUEIRA, VANIA TIMOTHEO - FE
  • Unidade: FE
  • Subjects: IDENTIDADE PROFISSIONAL; IDENTIDADE CULTURAL; PSICOLOGIA CULTURAL; FORMAÇÃO DE PROFESSORES
  • Language: Português
  • Abstract: Esta investigação procurou compreender aspectos relacionados ao processo de construção da identidade docente, por meio da análise de depoimentos de professoras do ensino fundamental. Tendo como referencial teórico as contribuições da psicologia histórico cultural preconizada por Lev Seminovich Vygotsky e alguns estudos contemporâneos sobre formação docente (especialmente os que se utilizam dos recursos da autobiografia), buscou-se identificar os componentes culturais (relativos à dimensão familiar, escolar, profissional, etc.) que levaram essas professoras a optarem por sua profissão. O interesse foi o de investigar em que medida esses fatores influenciaram e continuam a influenciar no tipo de expectativa que essas profissionais depositam também em relação à sua formação profissional em nível superior. Examinaram-se, portanto, aspectos da configuração da identidade docente em sua concretude, ou seja, no âmbito reacional em que ela se constitui, efetiva e mais particularmente, nas representações que os próprios sujeitos constroem. Esse conjunto de inquietações pode ser traduzido na seguinte pergunta: Como, por que, por quem, em que momento(s) da história pessoal o sujeito constrói, mantém ou questiona sua identidade profissional? Para desenvolver tal trabalho foram feitas entrevistas semi-estruturadas, com seis profissionais que, por meio de relatos de suas histórias de vida, foram convidadas a refletir sobre os elementos constitutivos de suasidentidades profissionais. Para compor a amostra, foram privilegiadas professoras egressas de meios sociais pouco privilegiados economicamente, que atuam há mais de cinco anos nas séries iniciais do ensino fundamental em escolas públicas, em regiões mais pobres da cidade de São Paulo, e que no momento da coleta de dados estavam cursando a faculdade de pedagogia em uma instituição particular de ensino superior, localizada no extremo sul da cidade de São Paulo, mais ) especificamente, na região de Interlagos. Sem a pretensão de esgotar o tema, pretendeu-se elucidar o papel que o "outro social" desempenha no processo de socialização do professor (não apenas nos cursos de formação profissional como em outros âmbitos sociais) entendido como elemento constitutivo de sua identidade profissional. Nesse sentido, discutiram-se os mecanismos pelos quais, na relação com o outro, as experiências culturais definem o desenvolvimento do sujeito-professor. Pode-se concluir que para o conjunto de professoras estudadas, o significado cultural que o grupo social atribui ao exercício da docência é intemalizado pelo sujeito e influencia sua própria reapresentação profissional. Reconhecemos que, assim como múltiplas as relações mantidas entre sujeitos sociais, também são variadas as formas como cada sujeito lida e internaliza os conhecimentos que recebe, ou seja, entendemos que a interiorização do conhecimento profissional, assim como o sentido atribuído à docência, configura-se para cadasujeito de forma única e particular.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.07.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NOGUEIRA, Vânia Timotheo; REGO, Teresa Cristina. Trajetória de vida e docência: construindo identidades. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.
    • APA

      Nogueira, V. T., & Rego, T. C. (2006). Trajetória de vida e docência: construindo identidades. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Nogueira VT, Rego TC. Trajetória de vida e docência: construindo identidades. 2006 ;
    • Vancouver

      Nogueira VT, Rego TC. Trajetória de vida e docência: construindo identidades. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021