Exportar registro bibliográfico

Participação da angiotensina II e Map-quinases (Mitogenic-activacted protein kinase) no desenvolvimento renal pós-natal de rata Wist (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: BALBI, ANA PAULA COELHO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFI
  • Subjects: NEFROLOGIA; FISIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: O desenvolvimento renal em ratos e camundongos começa por volta do 11º ou 12º dia de vida intra-uterina e continua até a segunda semana após o nascimento. A formação de matriz extracelular (MEC) representa um dos eventos-chave na diferenciação de glomérulos. Várias linhas de evidências experimentais mostram que o sistema-renina-angiotensina (SRA) participa do desenvolvimento renal. Muitos sinais são transmitidos da superfície celular para o núcleo através da cascata das MAP (Mitogenic-Activated Protein) quinases. Esse estudo visa avaliar a expressão das MAP quinases no córtex renal durante o desenvolvimento renal pós-natal e a participação da All na ativação dessas vias nos filhotes de mães submetidas à uma dieta com conteúdo elevado de sódio ou à exposição ao losartan durante a gestação e amamentação ou somente durante a amamentação. Analisamos também os efeitos desses tratamentos na estrutura e na função renal. Os filhotes de ratas Wistar de 1, 7, 15 e 30 dias foram divididos em 3 estudos com 2 sub-grupos em cada um: Estudo 1- Controle 1 (C1): filhotes de mães com ingestão normal de NaCI, Experimental 1 (E1): filhotes de mães submetidas à ingestão de solução salina 0,15 M; Estudo 2- Controle 2 (C2): filhotes de mães que receberam solução sacarose 2% durante a gestação e amamentação; Experimental 2 (E2): filhotes de mães que receberam losartan (0,4 g/L) diluído em solução de sacarose 2% durante a gestação e amamentação e Estudo 3- Controle 3(C3): filhotes de mães que receberam solução sacarose 2% durante a amamentação, Experimental 3 (E3): filhotes de mães que receberam losartan (0,4 g/L) diluído em solução de sacarose 2% durante a amamentação. Os filhotes foram sacrificados em diferentes períodos após o nascimento (1, 7, 15 e 30 dias) e os rins retirados para histológica, imunohistoquímica, TUNEL e estudos de Western blot. As avaliações das reações imunohistoquímicas para a-SMA, fibronectina, p-ERK e p-JNK foram feitas através de escores que refletiam a extensão da área com imunorreação. Foram contadas as células PCNA e All positivas e células apoptóticas por glomérulo e por área de córtex renal de 0,245 mm². A análise da densitometria das bandas obtidas nos estudos de Westem blot para AT 1, AT 2, p-p38 e tubulina foi realizada utilizando-se o programa Image J. As expressões de a-SMA, fibronectina, PCNA, AlI e p-ERK no córtex renal foram maiores no primeiro dia após o nascimento e diminuíram com o desenvolvimento renal. No estudo 1, verificamos redução nas expressões de a-SMA, fibronectina e PCNA no córtex renal dos animais de 1 dia de mães submetidas à conteúdo em sódio quando comparados aos controles de mesma idade. Estas alterações foram acompanhadas por redução no número de células All positivas no córtex renal desses animais. A expressão de p-ERK foi menor no córtex renal dos animais de 1 dia do grupo E1 comparados aos controles, enquanto que asexpressões das MAP quinases p-JNK e p-p38 foram maiores no córtex renal dos animai de 30 dias do grupo E1 quando comparados aos controles. Nestes animais também doi verificado maior número de células apoptóticas. Os animais de 30 dias deste grupo apresentaram redução na taxa de filtração glomerular (TFG) e aumento da pressão arterial quando comparados aos controles de mesma idade. A expressão de receptores AT 1 estava reduzida e a de A T 2 aumentada no córtex renal dos animais de 1 e 3O dias do grupo E1. O tratamento com losartan durante a gestação e amamentação (Estudo 2), bem como durante a amamentação (Estudo 3) provocou aumento das expressões de a-SMA, fibronectina, PCNA e o número de células apoptóticas no córtex renal dos animais de 15 e 30 dias em relação aos respectivos controles. Os animais de 30 dias do grupo E2 apresentaram também redução da expressão de receptores AT 1 e aumento de receptores A T 2, e alterações na estrutura renal caracterizadas pelo alargamento do espaço intersticial do córtex renal, atrofia e dilatação tubulares. A excreção urinaria de albumina estava bastante elevada nos animais de 30 dias do grupo E2. Concluindo, as alterações de estrutura e função renal observadas nos filhotes de mães submetidas a tratamentos que interferem com a atividade do SRA, estavam assocuadas com as modificações nas expressões dos receptores AT1 e AT2 de All e de MAP quinases durante o desenvolvimento renal pós-natal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.08.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BALBI, Ana Paula Coelho; COIMBRA, Terezila Machado. Participação da angiotensina II e Map-quinases (Mitogenic-activacted protein kinase) no desenvolvimento renal pós-natal de rata Wist. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Balbi, A. P. C., & Coimbra, T. M. (2006). Participação da angiotensina II e Map-quinases (Mitogenic-activacted protein kinase) no desenvolvimento renal pós-natal de rata Wist. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Balbi APC, Coimbra TM. Participação da angiotensina II e Map-quinases (Mitogenic-activacted protein kinase) no desenvolvimento renal pós-natal de rata Wist. 2006 ;
    • Vancouver

      Balbi APC, Coimbra TM. Participação da angiotensina II e Map-quinases (Mitogenic-activacted protein kinase) no desenvolvimento renal pós-natal de rata Wist. 2006 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021