Exportar registro bibliográfico

Macronutrientes, aspectos nutricionais e bioquímicos no crescimento de brotações de Eucalyptus grandis in vitro (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: CORREIA, DIVA - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCF
  • Subjects: CARBOIDRATOS; EUCALIPTO; FERTILIZAÇÃO "IN VITRO"; NUTRIÇÃO VEGETAL; PROTEÍNAS
  • Language: Português
  • Abstract: Os objetivos deste estudo foram avaliar o equilíbrio iônico dos meios de cultura, o crescimento, aspectos nutricionais e bioquímicos em brotações de Eucalyptus grandis cultivadas em meio líquido suplementado com nitrogênio (17,3; 26,0; 39,0 e 58,5 mmol L-1), fósforo (2,0; 3,0; 4,5 e 6,75 mmol L-1), potássio (7,5; 11,0; 16,5 e 24,75 mmol L-1), cálcio (3,3; 5,0; 7,5 e 11,25 mmol L-1); magnésio (2,0; 3,0; 4,5 e 6,75 mmol L-1) e enxofre (2,29; 3,29; 4,79 e 7,04 mmol L-1). O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente aleatorizado com 19 tratamentos. As massas fresca e seca, porcentagem de massa seca, taxa de crescimento relativo, pH dos meios de cultura foram avaliadas semanalmente durante 21 dias de cultivo e teores de nutrientes minerais, carboidratos não-estruturais solúveis totais, proteínas solúveis totais e prolina foram avaliados aos 21 dias de cultivos. O equilíbrio iônico dos meios de cultura mostrou alterações em função do macronutriente e concentração utilizada. Fósforo e cálcio foram os que mais influenciaram as estimativas da especiação iônica. A morfogênese das brotações foi afetada pelo macronutriente e concentração utilizada.Concentrações a partir de 39 mmol L-1 de nitrogênio, 4,5 mmol L-1 de fósforo, 16,5 mmol L-1 de potássio, 7,5 mmol L-1 de cálcio, 6,75 mmol L-1 de magnésio e 4,79 mmol L-1 de enxofre mostraram-se excessivas. O meio de cultura JADS (CORREIA et al., 1995) contendo, em mmol L-1, 26,0 (N), 3,0(P), 11,0 (K), 5,0 (Ca), 3,0 (Mg) e 3,0 (S) apresentou crescimento ótimo das brotações, mas não o crescimento máximo. As massas frescas e secas apresentaram incrementos ao longo do período de cultivo e maiores taxas de crescimento relativo durante os primeiros 7 dias de cultivo. Variações das concentrações dos macronutrientes em meios de cultura promoveram respostas diferenciadas para teores de macronutrientes e de micronutrientes na massa seca de brotações. Teores de carboidratos não-estruturais solúveis totais, proteínas solúveis totais e prolina da massa fresca das brotações, variaram em função do macronutriente e concentração utilizada, aos 21 dias de cultivo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.04.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CORREIA, Diva; GONÇALVES, Antônio Natal. Macronutrientes, aspectos nutricionais e bioquímicos no crescimento de brotações de Eucalyptus grandis in vitro. 2006.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-21032007-165400/ >.
    • APA

      Correia, D., & Gonçalves, A. N. (2006). Macronutrientes, aspectos nutricionais e bioquímicos no crescimento de brotações de Eucalyptus grandis in vitro. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-21032007-165400/
    • NLM

      Correia D, Gonçalves AN. Macronutrientes, aspectos nutricionais e bioquímicos no crescimento de brotações de Eucalyptus grandis in vitro [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-21032007-165400/
    • Vancouver

      Correia D, Gonçalves AN. Macronutrientes, aspectos nutricionais e bioquímicos no crescimento de brotações de Eucalyptus grandis in vitro [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-21032007-165400/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021