Exportar registro bibliográfico

Distribuição espacial de Bemisia tabaci biótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) e comportamento de forrageamento do parasitóide Encarsia formosa (Hymenoptera: Aphelinidae): implicações para o manejo da mosca-branca (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated author: GENEROSO, ADRIANA REGINA - FFCLRP
  • School: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: INSETOS (DISPERSÃO;DISTRIBUIÇÃO); ECOSSISTEMAS AGRÍCOLAS; CONTROLE BIOLÓGICO
  • Language: Português
  • Abstract: A mosca-branca Bemisia tabaci (Genn.) biótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) tem causado vários problemas para a agricultura brasileira. Este inseto causa danos direto através da sucção da seiva, além de causar danos indiretos através da transmissão de partículas virais. Devido a estas características, seu controle tem sido feito basicamente pela utilização de inseticidas químicos, o que tem trazido conseqüências tais como surgimento de resistência da população de mosca-branca e contaminação do ambiente e do homem. A utilização do controle biológico e a adoção de sistemas de amostragens são algumas das táticas do manejo integrado que viabilizam a redução da população da praga. Desta forma, este trabalho objetivou estudar a distribuição espacial da mosca-branca em duas hortaliças (brócole e tomate), de forma a definir a melhor forma de realizar amostragens na área e o melhor local da planta a ser amostrado. Além disto, foi avaliado o comportamento de forrageamento do parasitóide Encarsia formosa Gahan (Hymenoptera: Aphelinidae) em diferentes espécies vegetais (tomate, melão e soja). A distribuição da população de mosca-branca foi avaliada tanto na área cultivada como na planta através da contagem de adultos e ninfas. Nos dois agrossistemas a distribuição da mosca-branca foi aleatória e o número total de insetos na planta pode ser inferido a partir da contagem em folhas/folíolos em posições específicas da planta. O comportamento de forrageamento do parasitóide foiavaliado através de análises da atividade de busca, da velocidade e do padrão de caminhamento. De forma geral, não houve diferença significativa no comportamento de forrageamento do parasitóide a despeito de diferenças na pilosidade nestas espécies vegetais. Assim, estes estudos forneceram subsidio para avaliação da eficiência do parasitóide no controle da mosca-branca em diferentes culturas e/ou testes de controle de qualidade em criações massais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.07.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GENEROSO, Adriana Regina; FERNANDES, Odair Aparecido. Distribuição espacial de Bemisia tabaci biótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) e comportamento de forrageamento do parasitóide Encarsia formosa (Hymenoptera: Aphelinidae): implicações para o manejo da mosca-branca. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Generoso, A. R., & Fernandes, O. A. (2006). Distribuição espacial de Bemisia tabaci biótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) e comportamento de forrageamento do parasitóide Encarsia formosa (Hymenoptera: Aphelinidae): implicações para o manejo da mosca-branca. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Generoso AR, Fernandes OA. Distribuição espacial de Bemisia tabaci biótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) e comportamento de forrageamento do parasitóide Encarsia formosa (Hymenoptera: Aphelinidae): implicações para o manejo da mosca-branca. 2006 ;
    • Vancouver

      Generoso AR, Fernandes OA. Distribuição espacial de Bemisia tabaci biótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) e comportamento de forrageamento do parasitóide Encarsia formosa (Hymenoptera: Aphelinidae): implicações para o manejo da mosca-branca. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020