Exportar registro bibliográfico

Inativação de indicadores patogênicos em sistemas combinados de tratamento e pré-desinfecção de esgoto sanitário (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: MONACO, PATRÍCIA BILOTTA - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Subjects: DESINFECÇÃO COM RADIAÇÃO ULTRAVIOLETA; DESINFECÇÃO COM OZÔNIO; ESGOTOS SANITÁRIOS; ESCHERICHIA COLI; COLIIFORMES
  • Language: Português
  • Abstract: A proposta apresentada se baseia na introdução de um estágio intermediário de desinfecção previamento ao tratamento biológico visando intensificar os efeitos do estágio seguinte destinado à desinfecção convencional. Para estudo de caso foram aplicadas as técnicas de ozonização e radiação UV combinadas em instalações piloto que simulam duas condições seqüenciais de desinfecção. O desempenho do método proposto foi avaliado através de exames microbiológicos de amostras do efluente anaeróbio previa e posteriormente à desinfecção, utilizando indicadores de contaminação por bactérias (Escherichia coli e coliformes totais), vírus (colifagos) e protozoários (Clostridium perfringens). Os resultados obtidos no sistema combinado pré-desinfecção/desinfecção revelaram eficiência de inativação superior quando comparada ao procedimento convencional. Nas análises de E. coli, por exemplo, a aplicação de apenas 1mg de ozônio/L ou 51mW de radiação/cm quadrados, na primeira etapa de desinfeção, foi suficiente para se alcançar 1 log acima do valor correspondente ao método convencional. Mesmo indicadores mais resistentes como C. perfringens apresentaram redução da fração N/No da ordem de 1 log em relação ao método proposto.Além disso, estes níveis de inativação foram alcançados mesmo sob a influência de elevada concentração de SST, SSV e DQO na entrada na unidade piloto destinada à pré-desinfecção. Entre as seqüências de experimentação investigadas (O3/O3, O3/UV, UV/O3 eUV/UV) não foram observadas grandes variações. De modo semelhante, os resultados revelaram que a relação N/No, para os indivíduos submetidos ao sistema combinado, não foi afetada pelo aumento no tempo de exposição ao agente inativante (O3: 5, 7, 10min; UV: 30, 60, 120s). Considerando as baixas dosagens de O3 e UV aplicadas na primeira etapa, somada às condições limitadas de desempenho do sistema real examinado, os níveis de inativação alcançados sugerem grande potencialidade de utilização do método alternativo proposto, comprovando sua viabilidade técnica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.04.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONACO, Patrícia Bilotta; MONACO, Luiz Antonio. Inativação de indicadores patogênicos em sistemas combinados de tratamento e pré-desinfecção de esgoto sanitário. 2006.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-07062006-162555/ >.
    • APA

      Monaco, P. B., & Monaco, L. A. (2006). Inativação de indicadores patogênicos em sistemas combinados de tratamento e pré-desinfecção de esgoto sanitário. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-07062006-162555/
    • NLM

      Monaco PB, Monaco LA. Inativação de indicadores patogênicos em sistemas combinados de tratamento e pré-desinfecção de esgoto sanitário [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-07062006-162555/
    • Vancouver

      Monaco PB, Monaco LA. Inativação de indicadores patogênicos em sistemas combinados de tratamento e pré-desinfecção de esgoto sanitário [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-07062006-162555/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021