Exportar registro bibliográfico

Efeitos do pisoteio humano nos povoamentos de Isognomon bicolor (Bivalvia: Pterioida) e Chthamalus bisinuatus (Cirripedia: Thoracica) de um costão rochoso na Praia do Obuseiro, Guarujá, São Paulo (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FERREIRA, MARIANA NAPOLITANO E - IB
  • Unidades: IB
  • Sigla do Departamento: BIE
  • Subjects: BIVALVIA; CIRRIPEDIA
  • Language: Português
  • Abstract: O aumento da atividade turística em áreas costeiras nas últimas décadas faz necessária a adoção de estratégias de manejo para reduzir os impactos gerados às comunidades de costões rochosos. Dentre os diferentes distúrbios causados pela visitação, o pisoteio têm sido estudado de forma intensa, principalmente em costões rochosos da zona temperada. Divrsos estudos observaram redução na riqueza e abundância da fauna do meiolitoral. Neste projeto, foi aplicdo um desenho de blocos randômicos para se avaliar experimentalmente os efeitos de duas intensidades de pisoteio na riqueza, diversidade, densidade, recobrimento e biomassa da fauna de um costão situada na praia do Obuseiro, no município do Gaurujá, São Paulo, Brasil. Os blocos foram alocados em dois provoamentos diferentes, dominados respectivamente por Chthamalus bisinuatus (Cirripedia) e Isognomon bicolor (Bivalvia). O pisoteio foi aplicado durante três meses, simulando a temporada de férias no Brasil, e os blocos foram monitorados nos nove meses seguintes. Os resultados indicaram que Chthamalus bisinuatus é vulnerável ao pisoteio, enquanto alguns táxons, como Fissurella clenchi (Gastropoda), Parhyale hawaiensis (Amphipoda), e Polychaeta (famílias Nereididae e Cirratulidae) foram beneficiados pelo pisoteio. Os índices de riqueza, diversidade e "turnover" apresentaram uma tendência ao aumento nas áreas pisoteadas quatro meses após o témino do pisoteio. No geral, os resultados concordam com estudosanteriores, e sugerem que mesmo baixas intensidades do distúrbio podem causar impacto às comunidades bentônicas. Estratégias de manejo devem envolver o isolamento de áreas sensíveis, a cosntrução de passarelas, a educação dos visitantes e o monitoramento das comunidades impactadas. No Brasil, a realização de maior quantidade de estudos experimentais é necessária para a melhor compreensão dos impactos do pisoteio nas comunidades de costões rochosos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.04.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Mariana Napolitano e; ROSSO, Sérgio. Efeitos do pisoteio humano nos povoamentos de Isognomon bicolor (Bivalvia: Pterioida) e Chthamalus bisinuatus (Cirripedia: Thoracica) de um costão rochoso na Praia do Obuseiro, Guarujá, São Paulo. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.
    • APA

      Ferreira, M. N. e, & Rosso, S. (2006). Efeitos do pisoteio humano nos povoamentos de Isognomon bicolor (Bivalvia: Pterioida) e Chthamalus bisinuatus (Cirripedia: Thoracica) de um costão rochoso na Praia do Obuseiro, Guarujá, São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Ferreira MN e, Rosso S. Efeitos do pisoteio humano nos povoamentos de Isognomon bicolor (Bivalvia: Pterioida) e Chthamalus bisinuatus (Cirripedia: Thoracica) de um costão rochoso na Praia do Obuseiro, Guarujá, São Paulo. 2006 ;
    • Vancouver

      Ferreira MN e, Rosso S. Efeitos do pisoteio humano nos povoamentos de Isognomon bicolor (Bivalvia: Pterioida) e Chthamalus bisinuatus (Cirripedia: Thoracica) de um costão rochoso na Praia do Obuseiro, Guarujá, São Paulo. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020