Exportar registro bibliográfico

Expressão de fragmentos de anticorpos humanos recombinantes capazes de inibir a atividade fosfolipásica e de influenciar atividades farmacológicas induzida pelo veneno de Crotalus durissus terrificus (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, JULIANA GARCIA DE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: SERPENTES; VENENOS DE ORIGEM ANIMAL (ESTUDO;FARMACOLOGIA;IMUNOLOGIA)
  • Language: Português
  • Abstract: No Brasil são notificados cerca de 20.000 acidentes ofídicos anualmente ao Ministério da Saúde, sendo que as serpentes do gênero Crotalus são responsáveis por apenas 7% desses envenenamentos. Apesar da freqüência destes acidentes ser inferior à de acidentes com serpentes do gênero Bothrops, eles se tomam importantes não apenas pela alta incidência em certas regiões, mas por possuírem um potencial de produzir quadros clínicos graves, até mesmo fatais. No entanto, há mais de um século, a única terapia específica para envenenamento são os antivenenos constituídos de soro eqüino. Embora a imunoterapia tenha provado a sua eficácia na redução da mortalidade e morbidade em casos de picadas de serpentes, um dos maiores problemas no uso de soros hiperimunes de eqüinos como antivenenos, é que alguns indivíduos podem ficar sensibilizados às proteínas de eqüinos. Portanto, têm-se buscado alternativas para a produção destes antivenenos, e uma delas é a produção de fragmentos de anticorpos humanos pela tecnologia de "phage display". Neste trabalho, buscou-se a produção de anticorpos monoclonais capazes de inibir a atividade fosfolipásica do veneno de Crotalus durissus terrificus, utilizando-se a biblioteca de fragmentos de anticorpos humanos (scFv) "Griffin.1 ", produzida no "Medical Research Council" - MRC, Cambridge, Reino Unido. O protocolo adotado para a seleção dos fagos-anticorpos contra o veneno bruto foi o de imobilização das proteínas em superfície sólida. Foi realizadoum total de quatro turnos de seleção, sendo que os fagos-anticorpos selecionados foram analisados por ELISA para a escolha do turno com o maior título de fagos específicos para o veneno. O quarto turno de seleção foi escolhido para a produção de quatro placas de cultura de 96 poços de fagos-anticorpos monodonais. Como o ELISA demonstrou que a maioria dos dones monodonais foi capaz de reconhecer as proteínas do veneno, foi constituída uma placa com os dones mais positivos para a realização dos ensaios de inibição de hemólise. Dois dones produtores de fagos-anticorpos selecionados foram utilizados para a produção de fragmentos de anticorpos solúveis. Dada a ausência de marcadores que facilitam a detecção destes anticorpos, a purificação total do scFv não foi obtida, optando-se por uma purificação parcial por gel filtração em resina Sephadex G-75. Após a obtenção de uma fração enriquecida de scFv, confirmou-se a capacidade de inibição da atividade enzimática por estes anticorpos. Resolveu-se, então, verificar a influência desta atividade em atividades farmacológicas causadas pelo veneno. Para isso, foram realizados ensaios de neutralização das atividades miotóxica, de indução de edema, anticoagulante e, por fim, da letalidade. Os ensaios de neutralização foram feitos com a subunidade CB da crotoxina, principal componente tóxico do veneno de Crotalus durissus terrificus, sendo responsável por 90% de sua toxicidade. Apenas no ensaiode letalidade testamos a atividade dos dones produtores de scFv contra crotoxina e veneno bruto. Os dones selecionados foram capazes de inibir parcialmente a atividade miotóxica e a indução de edema num período mais tardio, mas não tiveram nenhum efeito na atividade anticoagulante de CB. Nos ensaios de letal idade da crotoxina e do veneno bruto houve um aumento da sobrevida dos animais com os dois dones selecionados, sendo este aumento mais efetivo para a toxina isolada
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.06.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Juliana Garcia; BARBOSA, José Elpidio. Expressão de fragmentos de anticorpos humanos recombinantes capazes de inibir a atividade fosfolipásica e de influenciar atividades farmacológicas induzida pelo veneno de Crotalus durissus terrificus. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Oliveira, J. G., & Barbosa, J. E. (2006). Expressão de fragmentos de anticorpos humanos recombinantes capazes de inibir a atividade fosfolipásica e de influenciar atividades farmacológicas induzida pelo veneno de Crotalus durissus terrificus. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Oliveira JG, Barbosa JE. Expressão de fragmentos de anticorpos humanos recombinantes capazes de inibir a atividade fosfolipásica e de influenciar atividades farmacológicas induzida pelo veneno de Crotalus durissus terrificus. 2006 ;
    • Vancouver

      Oliveira JG, Barbosa JE. Expressão de fragmentos de anticorpos humanos recombinantes capazes de inibir a atividade fosfolipásica e de influenciar atividades farmacológicas induzida pelo veneno de Crotalus durissus terrificus. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020