Exportar registro bibliográfico

Caracterização de proteínas de reserva de mutantes de endosperma de milho de alta lisina (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated author: TORO, ALEJANDRO ALBERTO - ESALQ
  • School: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LGN
  • Subjects: AMINOÁCIDOS; CROMATOGRAFIA LÍQUIDA DE ALTA EFICIÊNCIA; ELETROFORESE EM GEL; EMBRIOLOGIA VEGETAL; GRÃOS; MILHO; MUTAÇÃO VEGETAL; PROTEÍNAS DE PLANTAS
  • Language: Português
  • Abstract: A semente de milho representa uma importante fonte de proteínas para alimentação humana e de animais monogástricos. Porém, como membros da família dos cereais não apresentam proteínas com um balanço nutricional adequado, devido principalmente ao baixo conteúdo de lisina. As proteínas de reserva da semente de milho são classificadas como fração não-zeína (albumina, globulina e glutelina) e zeína. Mutantes de endosperma de milho, como o2 apresentam quantidades maiores de lisina na semente. Porém, muitos mutantes considerados “alta lisina” não foram ainda caracterizados bioquimicamente. Uma série de mutantes, opaco (o1, o2, o5, o7, o10, o11 e o13) e floury (fl1 e fl2), foram estudadas para determinar as quantidades de proteínas de reserva, o perfil electroforético das proteínas e o conteúdo de LYS na semente, endosperma e embrião. Foi observado que os mutantes apresentaram redução no conteúdo de zeína e aumentos da fração não-zeína com variações dependendo do mutante, do background genético e do tecido analisado. A análise da semente determinou aumentos principalmente da fração albumina e globulina nos mutantes, exceto para o5 com aumentos apenas da fração glutelina. No endosperma foi observado aumento principalmente de albumina em o2, o7 e o5; e globulina em fl2, o10, o11 e o13. No embrião foram registrados os níveis maiores de albumina e globulina da semente, porém a quantidade de proteínas de reserva foi similar entre os genótipos. As quantidades de lisinapresentes nas frações protéicas foram sempre maiores nos mutantes, porém para o10, o11 e o13 diferenças significativas, foram observadas principalmente para LYS na fração glutelina. O perfil SDS-PAGE revelou a presença de numerosas bandas protéicas variando entre 100kDa e 10kDa, sendo que a fração não-zeína revelou maior heterogeneidade no número de bandas. Bandas protéicas de maior intensidade foram observadas ) nos mutantes. Análise 2D-PAGE de proteínas de reserva do endosperma de mutantes o1, o2, fl1 e fl2, revelou padrões similares de distribuição de proteínas, aumentos de intensidade de spots protéicos e a presença de spots restrita ao perfil dos mutantes. Os resultados sugerem que os mutantes opacos e floury avaliados apresentam quantidades maiores de LYS na semente quando comparados aos genótipos selvagens que lhes deram origem. A futura análise dos spots que apresentaram alterações altamente significativas permitirá uma maior compreensão dos efeitos específicos dessas mutações sobre a regulação da biossíntese das proteínas de reserva e do acúmulo de lisina no grão.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.05.2006
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALBERTO TORO, Alejandro; AZEVEDO, Ricardo Antunes de. Caracterização de proteínas de reserva de mutantes de endosperma de milho de alta lisina. 2006.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-21062006-151539/ >.
    • APA

      Alberto Toro, A., & Azevedo, R. A. de. (2006). Caracterização de proteínas de reserva de mutantes de endosperma de milho de alta lisina. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-21062006-151539/
    • NLM

      Alberto Toro A, Azevedo RA de. Caracterização de proteínas de reserva de mutantes de endosperma de milho de alta lisina [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-21062006-151539/
    • Vancouver

      Alberto Toro A, Azevedo RA de. Caracterização de proteínas de reserva de mutantes de endosperma de milho de alta lisina [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-21062006-151539/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020