Exportar registro bibliográfico

Efeito do treinamento físico sobre a vasomotricidade aórtica em ratos com infartados (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: ZANCHI, NELO EIDY - EEFE
  • Unidade: EEFE
  • Sigla do Departamento: EFB
  • Subjects: TREINAMENTO ESPORTIVO; INFARTO DO MIOCÁRDIO
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo investigou, em ratos controle (C) e com infarto do miocárdio (IM), os efeitos do treinamento físico aeróbio (T) sobre a vasomotricidade aórtica e os mecanismos bioquímicos envolvidos no controle da bioatividade do óxido nítrico (NO), o qual encontra-se diminuído nesta patologia. Para efetivação do estudo, 30 dias após o IM, executado através de ligadura da coronária esquerda, foi realizado um programa de treinamento físico em esteira rolante (55% vel.max; 11 semanas) sendo após este período, realizadas medidas funcionais e bioquímicas na aorta torácica. O IM produziu um aumento significante no peso dos ventículos nos ratos sedentários (SED, +9,4%) e treinados (T, +18%), aumento significante da relação peso do pulmão úmido/peso do pulmão seco (SED, +12%; e T, +8%) e aumento na produção aórtica de superóxido (SED, +63%), além de aumentar em 60% a responsividade vasoconstritora à noradrenalina em relação aos ratos C. O TF, nos ratos IM, diminuiu a produção aórtica de superóxido (-43%), aumentou em 55% a atividade total da enzima superóxido dismutase (SOD) e aumentou em 93% a expressão da enzima óxido nítrico sintase endotelial (eNOS), além de normalizar a resposta vasoconstritora mediada pela noradrenalina. Conclui-se portanto, que o IM aumenta a produção vascular de superóxido, o qual parece influenciar o aumento da resposta vascular contrátil frente à estimulação através da noradrenalina. Por outro lado, o TF atenua esta resposta e melhora diversos marcadores da bioatividade do NO, isto é, aumenta a atividade da SOD, aumenta a expressão da eNOS e diminui a produção vascular de superóxido. (Continua)(Continuação) Em associação, estas adaptações contribuem para a melhora da função vascular em ratos IM, as quais podem ocorrer mesmo na ausência de prejuízo da resposta vascular dilatadorea endotélio dependente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.03.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZANCHI, Nelo Eidy; RAMIRES, P. R. Efeito do treinamento físico sobre a vasomotricidade aórtica em ratos com infartados. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.
    • APA

      Zanchi, N. E., & Ramires, P. R. (2006). Efeito do treinamento físico sobre a vasomotricidade aórtica em ratos com infartados. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Zanchi NE, Ramires PR. Efeito do treinamento físico sobre a vasomotricidade aórtica em ratos com infartados. 2006 ;
    • Vancouver

      Zanchi NE, Ramires PR. Efeito do treinamento físico sobre a vasomotricidade aórtica em ratos com infartados. 2006 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020