Exportar registro bibliográfico

Efeitos de 'alfa' e 'beta'-neurotoxinas da peçonha do escorpião Tityus serrulatus sobre a liberação de catecolaminas, pressão arterial, captação de neurotransmissores e concentração de cálcio em células de músculo liso de aorta de ratos (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: VASCONCELOS, FLAVIO DE - FCFRP
  • Unidade: FCFRP
  • Sigla do Departamento: 604
  • Subjects: VENENOS DE ORIGEM ANIMAL; TOXICOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Toxinas que atuam em canais para 'Na POT. +' operados por voltagem são as principais responsáveis pelos efeitos tóxicos do envenenamento escorpiônico e podem ser divididas em duas classes: 'alfa'- e 'beta'-neurotoxinas. TsTX-V e TsTX-I da peçonha de Tityus serrulatus (TsV) são, respectivamente, exemplos destas toxinas. Neste trabalho, foram avaliados os efeitos da TsV e destas toxinas sobre a pressão arterial média (PAM) e liberação de catecolaminas em ratos conscientes e não imobilizados, previamente cateterizados, bem como a captação de GABA, dopamina (DA) e glutamato (Glu) em sinaptosomas isolados de cérebro de ratos e a concentração citoplasmática de 'Ca POT. +2' (['Ca POT. +2']c) em células de músculo liso vascular de aorta de ratos. As toxinas foram isoladas por cromatografia de troca iônica (TsTX-I) seguida por CLAE de fase reversa (TsTX-V). As toxinas (15 e 30 g/kg) e TsV (50 e 100 'mü'g/kg) foram injetadas intravenosamente. A PAM foi monitorada continuamente através do cateter femoral. Os níveis plasmáticos de adrenalina (ADR) e noradrenalina (NA) foram determinados por CLAE de fase reversa com detector eletroquímico, em 10 min antes e 2,5, 30 e 90 min após os tratamentos. Efeitos pressores máximos foram observados em 2,5-3,5 min. TsV induziu um intenso aumento de longa duração na PAM, bem como a TsTX-I. A TsTX-V mostrou efeitos pressores menores. TsV mostrou os maiores efeitos sobre a liberação de catecolaminas, seguido pela TsTX-I e TsTX-V com um efeitomáximo em 2,5 min, seguido por uma gradual redução, permanecendo, todavia, maior que os controles. Embora ambas as classes de toxinas atuem em canais para 'Na POT. +', TsTX-I mostrou efeitos mais significantes e intensos sobre a liberação de catecolaminas e pressão arterial que a TsTX-V. Parece que a toxicidade da TsTX-V não está somente relacionada à sua capacidade de liberar catecolaminas, indicando que outros neutrotransmissores podem ) estar envolvidos em sua toxicidade. Nem a TsV ou suas toxinas foram capazes de afetar a captação de 'ANTPOT. 3 H'-Glu. TsTX-I inibiu somente a captação de 'ANTPOT. 3 H'-DA ('IC IND. 50' = 28,41 nM). Por outro lado, TsV (0,43ng/mL) inibiu a captação de 'ANTPOT. 3 H'-GABA e 'ANTPOT. 3 H'-DA (~50%). TsTX-V mostrou 'IC IND. 50' = 9,37 nM e 22,2 nM para a captação de 'ANTPOT. 3 H'-GABA e 'ANTPOT. 3 H'-DA, respectivamente. Esses efeitos foram abolidos pelo pré-tratamento com TTX, indicando o envolvimento de canais para 'Na POT. +' neste processo. Na ausência de 'Ca POT. +2' e em baixas concentrações de toxinas, a redução não é tão singnificante como na presença de 'Ca POT. +2'. TsTX-V não reduziu a captação de 'ANTPOT. 3 H'-GABA em células COS-7 expressando os transportadores de GABA, GAT-l e GAT-3, sugerindo que esta toxina reduz indiretamente o transporte. A redução da captação de 'ANTPOT. 3 H'-GABA pelos sinaptosomas pode ser devido a rápida e intensa despolarização celular, como revelado por microscopia confocal emcélulas de glioma C6. Assim, TsTX-V causou redução da captação de 'ANTPOT. 3 H'-GABA e 'ANTPOT. 3 H'-DA de uma maneira independente de 'Ca POT. +2', não afetando diretamente os transportadores de GABA, mas em consequência da despolarização, envolvendo canais para 'Na POT. +' operados por voltagem. TsV e suas toxinas foram capazes de aumentar a (['Ca POT. 2+']c, provavelmente por interargir com canais para 'Na POT. +'. Quando comparado aos efeitos despolarizantes do KCI 60 mM (100%), TsV (100 e 500 'mü'g/mL) exibiu um aumento de 49,60'+ OU-'2,58 % e 103,66'+ OU-'5,17 %, respectivamente, enquanto que a TsTX-I e TsTX-V (50 e 100 'mü'g/mL de cada) exibiu 43,92'+ OU-'3,06 % e l2l,8'+ OU-'8,9 %; 52,56'+ OU-'8,33 % e 79,5'+ OU-'6,1 % de aumento, respectivamente. TsTX-I (100 'mü'g/mL) mostrou-se mais potente nesta preparação, visto que uma dose de 100 'mü'g/mL causou efeito muito mais intenso ) do que a TsTX-V na mesma concentração. É possível que as diferenças observadas sobre os efeitos induzidos pela TsTX-I e TsTX-V sejam conseqüência de alterações estruturais entre canais para 'Na POT. +' presentes em vários tipos de tecidos e inervações
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.02.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VASCONCELOS, Flávio de; ARANTES, Eliane Candiani. Efeitos de 'alfa' e 'beta'-neurotoxinas da peçonha do escorpião Tityus serrulatus sobre a liberação de catecolaminas, pressão arterial, captação de neurotransmissores e concentração de cálcio em células de músculo liso de aorta de ratos. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-21052007-095139/ >.
    • APA

      Vasconcelos, F. de, & Arantes, E. C. (2006). Efeitos de 'alfa' e 'beta'-neurotoxinas da peçonha do escorpião Tityus serrulatus sobre a liberação de catecolaminas, pressão arterial, captação de neurotransmissores e concentração de cálcio em células de músculo liso de aorta de ratos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-21052007-095139/
    • NLM

      Vasconcelos F de, Arantes EC. Efeitos de 'alfa' e 'beta'-neurotoxinas da peçonha do escorpião Tityus serrulatus sobre a liberação de catecolaminas, pressão arterial, captação de neurotransmissores e concentração de cálcio em células de músculo liso de aorta de ratos [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-21052007-095139/
    • Vancouver

      Vasconcelos F de, Arantes EC. Efeitos de 'alfa' e 'beta'-neurotoxinas da peçonha do escorpião Tityus serrulatus sobre a liberação de catecolaminas, pressão arterial, captação de neurotransmissores e concentração de cálcio em células de músculo liso de aorta de ratos [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-21052007-095139/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021