Exportar registro bibliográfico

Evolução pós-enterectomia do quadro eritrocitário, bioquímico relacionado ao metabolismo do ferro e monitoração da ferremia após a ingestão de diferentes compostos e doses de ferro nestes pacientes (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: GABRIEL, FABIOLA RAINATO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: PERÍODO PÓS-OPERATÓRIO; ANEMIA FERROPRIVA; RECUPERAÇÃO NUTRICIONAL
  • Language: Português
  • Abstract: Em ressecções intestinais, ocorre uma diminuição da superfície absortiva e alterações na motilidade, resultando em má-absorção e má-nutrição. Dentre as deficiências nutricionais, a carência de ferro merece destaque. Os objetivos foram verificar a evolução do quadro eritrocitário e bioquímico relacionado ao metabolismo do ferro, pós-enterectomia; monitorar a ferremia, após a ingestão de diferentes compostos e doses de ferro nestes pacientes. Realizou-se na Unidade Metabólica do HCFMRP-USP/RP e dividiu-se em duas etapas. Na primeira (1ª), coletou-se os dados eritrocitários e bioquímicos de 37 pacientes, pós-cirurgia. Na segunda (2ª) participaram 13 pacientes voluntários de ambos os sexos. Os compostos de ferro avaliados foram: Sulfato ferroso (SF); Ferro EDTA (EDTA); Fração Celular Desidratada (FCD). Os pacientes foram distribuídos ao acaso, entre os grupos: Dose Farmacológica -DFA (120 mg) e Dose Fisiológica-DFI (5mg) e entre os compostos de ferro. Também, montou-se um grupo controle (C) de indivíduos sem enterectomia, recebendo a FCD (5 mg). Os indivíduos (n: 7) que receberam a DFA, participaram 2 dias de teste. Os que receberam (n: 6) DFI, submeteram a 3 dias e o grupo C (n:7), a 1 dia, com intervalo de um mês entre um composto e o outro. Os voluntários permaneceram por 8 horas em jejum. As amostras foram coletadas em 0.25, 0.5, 1 e 2 horas. (1ª) Os dados eritrocitários e bioquímicos foram ajustados a um modelo de efeitos aleatórios. (2ª) Foram calculadas as curvasde ferremia e a soma da área sob a curva, ajustadas um modelo linear de efeitos mistos (p<0,05). (1ª) Evidenciou-se que, 48,65% dos pacientes pós-enterectomia, tende a valores mais baixo de ferritina e 78% a freqüência de concentração de hemoglobina abaixo da normalidade. Houve um aumento gradativo (p<0,05) do ferro sérico e alteração dos dados eritrocitários (p <0,05). (2ª) Os níveis séricos do SF de 120 mg foram superiores (p < 0,005). Os ) resultados das áreas sob a curva demonstram diferença significativa entre SF 120 x C (p = 0,0065) e SF 5 x C (p = 0,0067). Pudemos concluir que, vários pacientes pós-enterectomia apresentaram em algum momento, alterações eritrocitárias e bioquímicas caracterizando um quadro de anemia microcítica e hipocrômica. Os diferentes compostos de ferro resultaram níveis séricos diferentes. O SF (120mg de ferro elementar) foi o composto mais biodisponível, com níveis séricos maiores em relação às outras doses e compostos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.02.2006

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GABRIEL, Fabíola Rainato; OLIVEIRA, José Eduardo Dutra de. Evolução pós-enterectomia do quadro eritrocitário, bioquímico relacionado ao metabolismo do ferro e monitoração da ferremia após a ingestão de diferentes compostos e doses de ferro nestes pacientes. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Gabriel, F. R., & Oliveira, J. E. D. de. (2006). Evolução pós-enterectomia do quadro eritrocitário, bioquímico relacionado ao metabolismo do ferro e monitoração da ferremia após a ingestão de diferentes compostos e doses de ferro nestes pacientes. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Gabriel FR, Oliveira JED de. Evolução pós-enterectomia do quadro eritrocitário, bioquímico relacionado ao metabolismo do ferro e monitoração da ferremia após a ingestão de diferentes compostos e doses de ferro nestes pacientes. 2006 ;
    • Vancouver

      Gabriel FR, Oliveira JED de. Evolução pós-enterectomia do quadro eritrocitário, bioquímico relacionado ao metabolismo do ferro e monitoração da ferremia após a ingestão de diferentes compostos e doses de ferro nestes pacientes. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021