Exportar registro bibliográfico

Resultados de um estudo estatístico das propriedades ópticas das partículas de aerossol de queimadas na Amazônia via AERONET (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GARCIA, MARCELO PINHEIRO - IAG
  • Unidades: IAG
  • Sigla do Departamento: ACA
  • Subjects: AEROSSOL; METEOROLOGIA FÍSICA; AMAZÔNIA
  • Language: Português
  • Abstract: Durante o período de intensa queima de biomassa no Brasil (agosto a outubro), há o predomínio de uma névoa persistente sobre uma grande parte da área abrangida pela bacia Amazônica e a região de cerrado. Essa névoa é dominada por fumaça, mas também contém aerossol de fontes biogênicas e da ressuspensão da poeira vinda do solo. As medições e os cálculos apresentados neste trabalho estão dentro desse contexto que aborda essa contaminação regional, com ênfase nas contribuições devido a queima de biomassa.Neste trabalho averiguou-se o papel dos aerossóis de queimada durante a estação seca na região Amazônica. Nesse sentido foram desenvolvidas diferentes bibliotecas das propriedades ópticas dos aerossóis para cada local de estudo, em virtude dos tipos distintos de ecossistemas de cada região (desde cerrado até floresta). Os modelos desses parâmetros ópticos foram determinados a partir da utilização de valores médios de índice de refração (partes real e imaginária), distribuição de tamanho, fator de assimetria e albedo simples obtidos através de medidas dos radiômetros espectrais solares e celestes da rede AERONET. A validação da biblioteca na região espectral do visível foi realizada a partir de cálculos com o código radiativo SBDART, de irradiâncias na região espectral fotossinteticamente ativa (PAR) que atingem a superfície para os sítios de Alta Floresta e Rio Branco, enquanto que no caso do sítio de Cuiabá, através de irradiâncias integradas em todo espectrosolar. Os cálculos (modelados) foram comparados com valores de irradiância PAR e solar global medidos simultaneamente nos sítios de monitoramento onde estão instalados os radiômetros. Os estudos estatísticos aplicados aos dados de irradiância (medições e cálculos) evidenciaram o bom desempenho dos modelos ópticos de aerossóis propostos. Este estudo mostrou também que a utilização de um modelo óptico não adequado pode resultar em diferenças significativas ) nos cálculos de irradiância solar à superfície. Considerando apenas o aerossol proveniente da queima de vegetação, houve diferenças significativas nos diferentes modelos ópticos, resultantes da queima de diferentes tipos de cobertura vegetal. Pela vasta extensão geográfica do país, onde diversas fontes de aerossol desde naturais e urbanas/antrópicas podem ser encontradas, um estudo similar ao aplicado neste trabalho deve ser expandido para gerar bibliotecas que caracterizam de forma mais realística as propriedades ópticas que predominam nas diferentes localidades. Dessa forma, tanto os modelos de previsão, meteorológica e climática, quanto técnica de sensoriamento a bordo de satélites artificiais para o monitoramento do aerossol atmosférico poderão ser beneficiados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.09.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GARCIA, Marcelo Pinheiro; YAMASOE, Márcia Akemi. Resultados de um estudo estatístico das propriedades ópticas das partículas de aerossol de queimadas na Amazônia via AERONET. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.
    • APA

      Garcia, M. P., & Yamasoe, M. A. (2005). Resultados de um estudo estatístico das propriedades ópticas das partículas de aerossol de queimadas na Amazônia via AERONET. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Garcia MP, Yamasoe MA. Resultados de um estudo estatístico das propriedades ópticas das partículas de aerossol de queimadas na Amazônia via AERONET. 2005 ;
    • Vancouver

      Garcia MP, Yamasoe MA. Resultados de um estudo estatístico das propriedades ópticas das partículas de aerossol de queimadas na Amazônia via AERONET. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020