Exportar registro bibliográfico

Propagação da caramboleira por estacas caulinares e caracterização anatômica e histológica da formação de raizes adventícias (2006)

  • Authors:
  • Autor USP: BASTOS, DÉBORA COSTA - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LPV
  • Subjects: ANATOMIA VEGETAL; CARAMBOLA; ESTAQUIA; ANATOMIA VEGETAL; PROPAGAÇÃO VEGETAL; RAIZ
  • Language: Português
  • Abstract: A produção de mudas de caramboleira é um dos fatores limitantes à expansão comercial da cultura, devido ao tempo que estas levam para serem formadas e iniciarem a produção. Esta pesquisa teve como objetivo estudar os processos mais adequados para aumentar a eficiência da propagação por estaquia em caramboleira, utilizando-se diferentes tipos de estacas, técnicas de estiolamento e ferimento na base combinadas ao uso de reguladores de crescimento (AIB), e também estudar a estrutura anatômica e histológica dos diferentes tipos de estacas com relação à formação de raízes adventícias. O trabalho foi realizado com a instalação e condução de 3 (três) experimentos. Nos dois primeiros experimentos (I e II) foram testadas técnicas para maximizar a propagação por estacas da caramboleira. Foram utilizadas estacas da variedade Malásia, padronizadas com um par de folhas inteiras, com 12 (doze) cm de comprimento e 3 (três) gemas. O delineamento estatístico utilizado foi o inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 3 x 4, onde os fatores estudados foram técnicas aplicadas nas estacas (estiolamento, ferimento na base e controle) e diferentes concentrações de AIB (0, 3000, 6000 e 9000 mg L-1) para estacas lenhosas (experimento I) e (0, 2000, 4000 e 6000 mg L-1) para estacas herbáceas (experimento II). As estacas foram mantidas em câmara de nebulização intermitente e após 75 dias, avaliaram-se as porcentagens de enraizamento, sobrevivência, formação de calos e número de raízes por estaca.Concluiu-se, para os dois experimentos, que as técnicas de estiolamento e ferimento na base da estaca foram prejudiciais à formação de raízes adventícias e a aplicação de AIB não mostrou diferença significativa para o enraizamento dos dois tipos de estacas estudados. No terceiro experimento foram feitos estudos anatômicos e histológicos que envolvem o processo de formação de raízes nas ) estacas. Estacas herbáceas, semilenhosas e lenhosas tratadas por imersão rápida em 0 e 3000 mg L-1 de ácido indolbutírico (AIB) foram mantidas em câmara de nebulização sob condições controladas por até 70 dias. Periodicamente as estacas foram cortadas, fixadas, desidratadas e preparadas para os cortes histológicos seriados e análise por microscopia óptica. Como conclusão, verificou-se que os diferentes tipos de estacas caulinares de caramboleira apresentaram estruturas anatômicas e histológicas distintas e a formação endógena de primórdios de raízes em estacas herbáceas ocorreu a partir do câmbio vascular
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.02.2006
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BASTOS, Débora Costa; SCARPARE FILHO, João Alexio. Propagação da caramboleira por estacas caulinares e caracterização anatômica e histológica da formação de raizes adventícias. 2006.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-15032006-141142/ >.
    • APA

      Bastos, D. C., & Scarpare Filho, J. A. (2006). Propagação da caramboleira por estacas caulinares e caracterização anatômica e histológica da formação de raizes adventícias. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-15032006-141142/
    • NLM

      Bastos DC, Scarpare Filho JA. Propagação da caramboleira por estacas caulinares e caracterização anatômica e histológica da formação de raizes adventícias [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-15032006-141142/
    • Vancouver

      Bastos DC, Scarpare Filho JA. Propagação da caramboleira por estacas caulinares e caracterização anatômica e histológica da formação de raizes adventícias [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-15032006-141142/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021