Exportar registro bibliográfico

Padrão de crescimento dos volumes cardíaco e pulmonares de fetos por ultra-sonografia tridimensional (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: PINHEIRO FILHO, LUCIANO SILVEIRA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: DESENVOLVIMENTO FETAL; ULTRASSONOGRAFIA
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Construir uma curva de crescimento para o volume cardíaco e para os volumes pulmonares fetais, esquerdo e direito, por meio da ultra-sonografia tridimensional ao longo da gestação normal. Introdução: As doenças cardíacas e pulmonares no feto mostram-se algumas vezes inicialmente como uma alteração nos volumes destes órgãos. Estas alterações são analisadas normalmente pela determinação dos perímetros torácico e cardíaco. A ultra- sonografia tridimensional tem se mostrado uma importante ferramenta para permitir que seja calculado o volume mais aproximado destes órgãos, podendo auxiliar na avaliação de suas alterações e quanto aos seus volumes. Pacientes, Material e Métodos: Foram estudadas longitudinalmente 30 pacientes com idade gestacional inicial de 20 semanas até a trigésima sexta semana. Todas estas pacientes possuíam um exame realizado no primeiro trimestre para a determinação mais aproximada da idade gestacional. Foram obtidos ao final 1530 blocos tridimensionais torácicos por meio da ecografia tridimensional. Estes blocos foram analisados pelos softwares 3D View e 'VOCAL POT. TM' para a determinação dos volumes do coração e dos pulmões esquerdo e direito fetais.Resultados: Foi possível representar os nossos dados sob a forma de curvas de crescimento dos órgãos coração, pulmões esquerdo e direito. A média do volume cardíaco entre 20 e 36 semanas variou de 4,76'cm POT. 3' a 58,24'cm POT. 3'. A média do volume pulmonar esquerdo entre20 e 36 semanas variou de 3,45'cm POT. 3' a 36,80'cm POT. 3'. A média do volume pulmonar direito entre 20 e 36 semanas variou de 4,55'cm POT. 3' a 47,30'cm POT. 3'. Todas as curvas se mostraram de caráter ascendente e puderam ser representadas por fórmulas polinomiais do sexto grau. Conclusões: As curvas mostraram um crescimento ascendente com aceleração próxima da linear. Esta aceleração mostrou uma mais intensa a partir da vigésima quarta semana até a trigésima quarta quando se nota uma mudança neste padrão, sugerindo uma desaceleração. Embora a melhor representação tenha sido por meio de fórmulas polinomiais do sexto grau, todas puderam igualmente ser representadas por fórmulas lineares
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.10.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PINHEIRO FILHO, Luciano Silveira; MAUAD FILHO, Francisco. Padrão de crescimento dos volumes cardíaco e pulmonares de fetos por ultra-sonografia tridimensional. 2005.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2005.
    • APA

      Pinheiro Filho, L. S., & Mauad Filho, F. (2005). Padrão de crescimento dos volumes cardíaco e pulmonares de fetos por ultra-sonografia tridimensional. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Pinheiro Filho LS, Mauad Filho F. Padrão de crescimento dos volumes cardíaco e pulmonares de fetos por ultra-sonografia tridimensional. 2005 ;
    • Vancouver

      Pinheiro Filho LS, Mauad Filho F. Padrão de crescimento dos volumes cardíaco e pulmonares de fetos por ultra-sonografia tridimensional. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021