Exportar registro bibliográfico

Alterações morfofuncionais promovidas pela deficiência da pp125FAK em mastócitos da linhagem RBL-2H3 (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: CERRI, DANIEL GIULIANO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBP
  • Subjects: IMUNOLOGIA; BIOLOGIA CELULAR; BIOLOGIA MOLECULAR
  • Language: Português
  • Abstract: Os mastócitos exercem um papel crítico em processos inflamatórios e alérgicos, através da liberação de mediadores presentes em seus grânulos. Neste estudo, foi investigado o papel da quinase de adesão focal (FAK) no processo de desgranulação de mastócitos da linhagem RBL-2H3. Células C5 deficientes em FAK, derivadas das RBL-2H3, e células 2C1 que foram recontituídas com o gene da FAK foram analisadas em comparação com as células RBL-2H3. As células C5 expressaram apenas 15,5% de FAK, enquanto as células 2C1 expressaram 7 vezes mais FAK, quando comparadas com as células RBL-2H3. A linhagem C5 foi constituída, na sua maioria, de células arredondadas que, quando estimuladas via Fc'épsilon'RI, apresentaram uma redução de 71% na liberação da enzima 'beta'- hexosaminidase, em comparação com as células RBL-2H3. Nas células C5 não se observou à formação de placas de adesão, mesmo durante o estímulo via Fc'épsilon'RI. Nestas células, o citoesqueleto de actina e os microtúbulos apresentaram-se desorganizados. Os grânulos secretores mantiveram-se agregados e apresentaram uma redução de 88% no conteúdo de condroitim sulfato da matriz granular. No entanto, não foram observadas alterações morfológicas nas organelas relacionadas com o processo de síntese e secreção celular como o retículo endoplasmático rugoso e o complexo de Golgi. A deficiência da FAK não impediu a fosforilação de resíduos de tirosina das proteínas destas células. As células 2C1, reconstituídas com o geneda FAK, são morfologicamente semelhantes às RBL-2H3 e mostraram um aumento de 55% na liberação de 'beta'-hexosaminidase, em relação às células selvagens. Também, foi verificado nestas células um aumento de 17% no conteúdo de condroitim sulfato dos grânulos, em comparação com as células RBL-2H3. Portanto, a deficiência em FAK afetou a manutenção da morfologia celular, alterou a função de citoesqueleto, a distribuição dos grânulos e o conteúdo de componentes da matriz granular, como a do glicosaminoglicano condroitim sulfato. Estas alterações morfofuncionais observadas em decorrência da deficiência em FAK, interferiram diretamente no processo de desgranulação de mastócitos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.09.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CERRI, Daniel Giuliano; JAMUR, Maria Célia. Alterações morfofuncionais promovidas pela deficiência da pp125FAK em mastócitos da linhagem RBL-2H3. 2005.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2005.
    • APA

      Cerri, D. G., & Jamur, M. C. (2005). Alterações morfofuncionais promovidas pela deficiência da pp125FAK em mastócitos da linhagem RBL-2H3. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Cerri DG, Jamur MC. Alterações morfofuncionais promovidas pela deficiência da pp125FAK em mastócitos da linhagem RBL-2H3. 2005 ;
    • Vancouver

      Cerri DG, Jamur MC. Alterações morfofuncionais promovidas pela deficiência da pp125FAK em mastócitos da linhagem RBL-2H3. 2005 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021