Exportar registro bibliográfico

Efeitos dos triterpenóides ácidos oleonólico e ursólico em ratos F344 submetidos ao modelo de hepatocarcinogênese do hepatócito resistente (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: MAZZANTINI, ROGÉRIO PIETRO - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBA
  • Subjects: NUTRIÇÃO EXPERIMENTAL; NEOPLASIAS (EXPERIMENTOS); ALIMENTOS DE ORIGEM VEGETAL (COMPONENTES;EFEITOS)
  • Language: Português
  • Abstract: Avaliou-se os efeitos dos ácidos oleanólico (AO) e ursólico (AU), triterpenóides presentes em alimentos vegetais e especiarias, quando administrados a ratos F344 durante as etapas de iniciação e seleção/promoção do modelo de hepatocarcinogênese do "hepatócito resistente" (RH). Os ratos receberam durante 8 semanas, por entubação gástrica e dissolvido em óleo de milho (OM): AO ou AU (8 mg/100 g de peso corpóreo [p.c.]). Os grupos controle receberam apenas OM (0,25 mL/100 g de p.c; grupo OM), ou água (0,25 mL/100 g de p.c.; grupo Água). O grupo Normal nao recebeu qualquer tratamento. O agente iniciante foi uma dose de dietilnitrosamina (DEN, 20 mg/100 g de p.c.). Após 2 semanas de entubação, aplicou-se 3 doses diárias consecutivas de 2acetilaminofluoreno (2-AAF) (2 mg/100 g de p.c.) e fez-se uma hepatectomia parcial a 70 'POR CENTO', acrescida de 1 dose de 2-AAF (0,5 mg/100 g de p.c.) 4 dias após a cirurgia. Em 6 semanas após a iniciação, os animais foram sacrificados. Resultados: A análise macroscópica demonstrou que AO não determinou alterações e AU tendeu a aumentar o número de nódulos de hepatócitos, comparados ao grupo OM. A análise morfométrica das lesões pré-neoplásicas (LPN) hepáticas positivas para glutationa S-transferase forma placentária (GST-p), demonstrou que AO e AU nao determinaram alterações no número médio de LPN persistentes, porém reduziram o número médio de LPN em remodelação, comparados ao grupo OM (p 'MENOR' 0,05). AO e AU naodeterminaram alterações na área média das LPN persistentes, mas diminuíram a área média das LPN em remodelação, comparados ao grupo OM (p 'MENOR' 0,05). AO e AU nao determinaram alterações na área do corte )ocupada por LPN persistentes, mas diminuíram a área do corte ocupada por LPN em remodelação, comparados ao grupo OM (p 'MENOR' 0,05). Os grupos Água, OM e AU apresentaram aumento na concentração plasmática de colesterol, comparados ao grupo Normal. AO promoveu aumento da expressão do gene que codifica para a enzima HMG-CoA redutase, comparado ao grupo Normal (p 'MENOR' 0,05), e AU promoveu aumento de expressão quando comparado aos grupos Normal, Água, OM e AU (p 'MENOR 0,05). AO e AU nao determinaram alterações nos índices de proliferação celular (imunoistoquímica para bromodeoxiuridina [BrdU]) nas LPN persistentes. AU promoveu aumento (p 'MENOR' 0,05) na proliferaçao celular nas LPN em remodelação quando comparado ao grupo OM. AO e AU nao determinaram alterações na apoptose em LPN persistentes, mas aumentaram o número médio de corpúsculos apoptóticos nas LPN em remodelação (p 'MENOR' 0,05). O fndice de Crescimento Ajustado (apoptose/proliferação celular) dos grupos demonstrou que, nas LPN persistentes, a proliferação celular tem predominância sobre a apoptose. Nas LPN em remodelação, a apoptose tem preponderância sobre a proliferação celular. Os danos no DNA hepático (método do "cometa") foram maiores no grupo AO (p 'MENOR' 0,05) e AU (p = 0,061),comparados ao grupo OM. A análise por "imunoblot" revelou que o modelo do "RH" aumentou a expressão e a ativação do fator de transcrição NF-KB (p 'MENOR' 0,05). AO e AU aumentaram a expressão e a ativação de NF-KB, comparados ao grupo OM (p 'MAIOR' 0,05). Observou-se que a proteína supressora de tumor p53 está acumulada no citoplasma dos hepatócitos de 77,2 'POR CENTO' (Água), 66,5 'POR CENTO' (OM), 69,6 )'POR CENTO' (AO) e 69,7 'POR CENTO' (AU) das LPN persistentes, e de 22,8 'POR CENTO' (Água), 33,5 'POR CENTO' (OM), 30,4 'POR CENTO' (AO) e 30,3 'POR CENTO' (AU) das LPN em remodelação marcadas para p53. A proteína anti-apoptótica bcl-2 apresentou aumento de expressão em 78,4 'POR CENTO (Água), 72,6 'POR CENTO' (OM), 73,0 'POR CENTO' (AO) e 70,4 'POR CENTO' (AU) das LPN persistentes, e de 21,6 'POR CENTO' (Água), 27,4 'POR CENTO' (OM), 27,0 'POR CENTO' (AO) e 29,6 'POR CENTO' (AU) das LPN em remodelação marcadas para bcl-2. Conclusões: AO e AU nao apresentaram atividade quimiopreventiva nas condições de estudo, mas diminuíram as LPN em remodelação. O aumento da apoptose e diminuição da proliferação celular estão envolvidos com a remodelação. O fator de transcrição NF-KB está envolvido com a hepatocarcinogênese. AO e AU aumentaram a expressão e a ativação de NF-KB. O acúmulo de p53 no citoplasma, bem como a expressão aumentada de bcl-2 estão relacionados ao fenótipo das LPN persistentes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.09.2005
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MAZZANTINI, Rogério Pietro; MORENO, Fernando Salvador. Efeitos dos triterpenóides ácidos oleonólico e ursólico em ratos F344 submetidos ao modelo de hepatocarcinogênese do hepatócito resistente. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9132/tde-24082017-113151/pt-br.php >.
    • APA

      Mazzantini, R. P., & Moreno, F. S. (2005). Efeitos dos triterpenóides ácidos oleonólico e ursólico em ratos F344 submetidos ao modelo de hepatocarcinogênese do hepatócito resistente. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9132/tde-24082017-113151/pt-br.php
    • NLM

      Mazzantini RP, Moreno FS. Efeitos dos triterpenóides ácidos oleonólico e ursólico em ratos F344 submetidos ao modelo de hepatocarcinogênese do hepatócito resistente [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9132/tde-24082017-113151/pt-br.php
    • Vancouver

      Mazzantini RP, Moreno FS. Efeitos dos triterpenóides ácidos oleonólico e ursólico em ratos F344 submetidos ao modelo de hepatocarcinogênese do hepatócito resistente [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9132/tde-24082017-113151/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021