Exportar registro bibliográfico

Modelagem computacional da dispersão da pluma do efluente dos emissários submarinos do TEBAR - PETROBRAS (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: FORTIS, RICARDO DE MATTOS - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PHD
  • Subjects: EMISSÁRIOS SUBMARINOS; GEOMETRIA E MODELAGEM COMPUTACIONAL; CANAIS FLUVIAIS
  • Language: Português
  • Abstract: O Terminal Almirante Barroso - TEBAR, de propriedade da Petrobras, está localizado no Canal de São Sebastião - CSS, onde lança seus efluentes através de dois emissários submarinos com sistema difusor, ambos de polietileno de alta densidade - PEAD. Cada seção difusora é constituída de três risers com 0,15m de diâmetro e 1,5m de altura, a uma profundidade que varia entre 19,15 e 25,45m. A intensidade média de corrente no canal é da ordem de 0,40 a 0,60m/s, com direção preferencial NE. O efluente possui altas concentrações de amônia (máxima de 125,5,mg/L em abril de 2001) que ultrapassam o padrão de emissão estabelecido pela Resolução Conama 20/86 (Artigo 21 - 5,0mg NH'IND.3'/L), além de ser caracterizado como um efluente denso devido a alta concentração de salinidade. Para compreender o processo de dispersão do contaminante amônia e o perfil hidrodinâmico da pluma do efluente dos emissários submarinos do TEBAR, utilizou-se a modelagem computacional como uma ferramenta de análise do processo da dispersão de efluentes em corpos d'água, e também como suporte na decisão das agências ambientais e dos processos industriais frente a exigência de atendimento à legislação. Dois diferentes métodos foram utilizados, o método integral (software CORMIX) e o método dos volumes finitos (software FLUENT). O CORMIX é um programa especialista largamente utilizado na análise do campo próximo do lançamento de efluentes por emissários submarinos, enquanto que, no FLUENT pode-se consideraros efeitos da batimetria (Carta Náutica n0 1643 da Marinha do Brasil) e analisar tanto o campo próximo quanto o campo distante. Os resultados de ambos os métodos apresentaram uma pluma com empuxo negativo, que submerge após alguns metros do lançamento, acarretando em um forte impacto bêntico na área circunvizinha do sistema difusor. ) Os resultados da dispersão do contaminante apresentados pelo CORMIX, para este estudo, foram extremamente conservadores, onde o padrão de qualidade das águas somente é atingido a grandes distâncias do lançamento (200m). Os resultados do FLUENT estão de acordo com os estudos de monitoramento da qualidade da água e de diluição de traçadores fluorimétricos, atingindo o padrão de qualidade das águas a poucos metros do lançamento (15m)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.12.2005
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FORTIS, Ricardo de Mattos; ORTIZ, Jayme Pinto. Modelagem computacional da dispersão da pluma do efluente dos emissários submarinos do TEBAR - PETROBRAS. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3147/tde-19052006-154822/ >.
    • APA

      Fortis, R. de M., & Ortiz, J. P. (2005). Modelagem computacional da dispersão da pluma do efluente dos emissários submarinos do TEBAR - PETROBRAS. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3147/tde-19052006-154822/
    • NLM

      Fortis R de M, Ortiz JP. Modelagem computacional da dispersão da pluma do efluente dos emissários submarinos do TEBAR - PETROBRAS [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3147/tde-19052006-154822/
    • Vancouver

      Fortis R de M, Ortiz JP. Modelagem computacional da dispersão da pluma do efluente dos emissários submarinos do TEBAR - PETROBRAS [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3147/tde-19052006-154822/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020