Exportar registro bibliográfico

Caracterização de novos genes de Drosophila melanogaster identificados a partir de seqüencias ORESTES (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: VALENTE, VALERIA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBP
  • Subjects: DROSOPHILA; EXPRESSÃO GÊNICA (DESENVOLVIMENTO)
  • Language: Português
  • Abstract: A partir da análise de um conjunto de ORESTES (open reading expressed sequence tags) produzidas em um projeto piloto de geração de seqüências expressas em Drosophila melanogaster identificamos 83 possíveis novas regiões de splicing em diferentes genes preditos. Quatro destes genes: CG3060 (Apc2), CG8709 (Lipina), CG14616 (unknown) e CG7376 (swi/snf) foram selecionados para caracterização estrutural com base no alto grau de conservação evolutiva e anotação. Para um deles (CG8709) estendemos a caracterização ao nível funcional. A proteína deduzida deste predito apresenta identidade significativa de seqüência com o gene Lpin1 de camundongos, cujas mutações causam lipodistrofia em conseqüência de falha na diferenciação dos adipócitos e neuropatia periférica progressiva relacionada com mielinização anormal e degeneração axonal. Neste trabalho caracterizamos duas novas isoformas do homólogo de Lpin1 em Drosophila, por nós denominado DmLpin. DmLpinA e DmLpinB apresentam padrão de splicing diferente entre si e com uma terceira isoforma codificada por um cDNA (GH19076) seqüenciado pelo Projeto Genoma de Drosophila de Berkley, que chamamos de DmLpinC. DmLpinA, DmLpinB e DmLpinC apresentam diferenças nas proteínas codificadas pela maior fase aberta de leitura de cada transcrito. DmLpinA, DmLpinB e DmLpinC também diferem quanto ao padrão de expressão. DmLpinA e DmLpinC são detectados no intestino/tubúlos de Malpighi e DmLpinB é detectado no cérebro larval. Análises delinhagens mutagenizadas por inserção de elemento P no locus DmLpin indicam que esse locus é requerido para o desenvolvimento. Dentre as isoformas analisadas, DmLpinA e DmLpinB parecem ser essenciais. Duas das linhagens investigadas, que apresentam letalidade durante os estágios embrionário larval, mostraram alterações quantitativas ou qualitativa nas isoformas DmLpinA e B. Uma destas linhagens, a EP2431, apresenta ainda esterilidade no macho e alterações ... no comportamento de geotaxismo negativo. Análises da linhagem EY10844 mostram superexpressão de DmLpin na presença do driver hsp70/GAL4, o que disponibiliza uma ferramenta adicional para testes de ganho de função. Ensaios iniciais mostram que a super-expressão de DmLpin ao longo do desenvolvimento causa letalidade. Com o objetivo de analisar o efeito do knockdown de DmLpin de modo regulado temporal e , espacialmente foram geradas linhagens transgênicas transformadas com construção para indução de RNAi para esse locus. Inesperadamente, em vez de diminuição, observamos que, nos animais em que a expressão do dupla-fita é induzida, o transcrito endógeno é detectado em níveis bem mais elevados. As causas desse resultado inesperado são discutidas. Finalmente, células 'S2R POT.+' de Drosophila transfectadas com construções para a expressão das proteínas LPINA e LPINB em fusão com GFP, ou com um pequeno epitopo viral, mostraram que tanto LPINA quanto LPINB ficaram restritas aocitoplasma, apesar da presença de possíveis sinais de localização nuclear em ambas as proteínas. Dados preliminares relativos ao padrão de crescimento de células transfectadas com LPINA-GFP ou LPINB-GFP mostraram que a super-expressão dessas proteínas, em células S2 ou 'S2R POT.+', ocasiona uma redução significativa na taxa de crescimento celular, o que sugere que as proteínas lipina de Drosophila possam desempenhar algum papel no controle da proliferação celular
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.09.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VALENTE, Valeria; PAÇÓ-LARSON, Maria Luisa. Caracterização de novos genes de Drosophila melanogaster identificados a partir de seqüencias ORESTES. 2005.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2005.
    • APA

      Valente, V., & Paçó-Larson, M. L. (2005). Caracterização de novos genes de Drosophila melanogaster identificados a partir de seqüencias ORESTES. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Valente V, Paçó-Larson ML. Caracterização de novos genes de Drosophila melanogaster identificados a partir de seqüencias ORESTES. 2005 ;
    • Vancouver

      Valente V, Paçó-Larson ML. Caracterização de novos genes de Drosophila melanogaster identificados a partir de seqüencias ORESTES. 2005 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020