Exportar registro bibliográfico

Imunolocalização das Heat Shock Proteins (HSPs) 60 e 70 na placenta bovina (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MONTEIRO, JANAINA MUNUERA - FMVZ
  • Unidades: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCI
  • Subjects: PLACENTA; BOVINOS; MICROSCOPIA ELETRÔNICA ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: As Heat Shock Proteins (HSPs) ou proteínas do choque térmico são encontradas em todas as células e são classificadas de acordo com seu peso molecular. Dentre elas encontram-se as de 27, 60, 70, 90 e 110 kDa, sendo as mais estudadas no contexto da reprodução as da família 60 e 70. Essas proteínas são ditas como chaperoninas, em razão do seu importante papel no dobramento e desdobramento de outras proteínas celulares sem alterar sua conformação final, e são expressas frente a qualquer tipo de estresse como calor, vírus, bactéria, hormônios, diferenciação celular, etc, e influenciam nas respostas imune inata e adquirida. A placenta também expressa essas proteínas, uma vez que é um órgão de intenso estresse e diferenciação celular durante toda a gestação. Nesse estudo, busca-se avaliar a expressão ou não dessas proteínas na placenta bovina e para isso foram utilizadas 30 amostras de diferentes animais em estágios distintos de gestação, fixadas em formol tamponado a 10% e processadas pela técnica de imuno-istoquímica. O mesmo numero de amostras foi também processado para a análise de imuno-microscopia eletrônica de transmissão pelas técnicas de "freeze-substitution" e marcação por pós-embebição. Na imuno-istoquímica, as HSPs 60 e 70 foram localizadas nos trofoblastos, epitélio materno e células binucleadas. A expressão da HSP 60 foi maior no início declinando no segundo e terceiro terço. Já a expressão da HSP 70 manteve-se praticamente constante, evidenciando a forteexpressão dessa proteína durante todo o período. Na análise de imuno-microscopia eletrônica de transmissão, ambas as famílias foram localizadas nas células binucleadas (núcleo, citoplasma e vesículas) e epitélio materno (núcleo e citoplasma) em todos os terços gestacionais. O perfil das proteínas estudadas na placenta bovina foi diferente quando comparada à placenta humana, pois nesta última, a intensidade da expressão para a HSP 70 diminuiu com o ) decorrer da gestação enquanto para a HSP 60 foi constante durante todo a gestação. Provavelmente essas diferenças podem estar relacionadas ao fato dessas amostras terem sido coletadas de mulheres com gravidez interrompidas e também pelo tipo de placentação distinta. A bovinocultura de corte é de extrema importância para a econômica para o Brasil e se faz necessário o conhecimento de fatores que possam melhorar suas características reprodutivas. Dessa forma os resultados obtidos nesse estudo contribuirão certamente de subsídio para experimentos futuros sobre o papel das Heat Shock Proteins na placenta bovina
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.07.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONTEIRO, Janaína Munuera; KFOURY JÚNIOR, José Roberto. Imunolocalização das Heat Shock Proteins (HSPs) 60 e 70 na placenta bovina. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-27062006-105146/ >.
    • APA

      Monteiro, J. M., & Kfoury Júnior, J. R. (2005). Imunolocalização das Heat Shock Proteins (HSPs) 60 e 70 na placenta bovina. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-27062006-105146/
    • NLM

      Monteiro JM, Kfoury Júnior JR. Imunolocalização das Heat Shock Proteins (HSPs) 60 e 70 na placenta bovina [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-27062006-105146/
    • Vancouver

      Monteiro JM, Kfoury Júnior JR. Imunolocalização das Heat Shock Proteins (HSPs) 60 e 70 na placenta bovina [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-27062006-105146/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020